Acessar o conteúdo principal
Brasil/Eleições

Imprensa europeia prevê derrocada do PT e guinada à direita nas eleições municipais

O PT, do ex-presidente Lula, na foto votando em São Bernardo do Campo (SP), deve ser o grande derrotado das eleições municipais no Brasil.
O PT, do ex-presidente Lula, na foto votando em São Bernardo do Campo (SP), deve ser o grande derrotado das eleições municipais no Brasil. REUTERS/Paulo Whitaker

A imprensa internacional acompanha as eleições municipais deste domingo (2) no Brasil. O jornal português "Público" afirma que os brasileiros deverão voltar a castigar o Partido dos Trabalhadores (PT), na primeira votação depois do impeachment da presidente Dilma Rousseff, de acordo com as pesquisas.

Publicidade

O jornal português é impiedoso com o PT no diagnóstico eleitoral. "As eleições municipais do Brasil vão infligir mais um golpe nas pretensões políticas do Partido dos Trabalhadores a cargos de poder, depois do processo de destituição de [...] Dilma e da queda do seu governo. Agora reduzido à condição de um entre muitos partidos de oposição, o PT pode sofrer uma das suas mais pesadas derrotas eleitorais, caso se confirmarem as tendências apontadas nas sondagens", afirma o diário.

O espanhol El País, em sua versão para o Brasil, acredita que o PMDB e o PSDB serão os principais vencedores do primeiro turno nas 26 capitais brasileiras onde há disputas eleitorais.

"Os dois partidos são os principais alicerces do governo Michel Temer (PMDB) e tiveram as campanhas de seus candidatos impulsionadas pelo impeachment de Dilma Rousseff. Enquanto isso, é o PT de Rousseff que deve sofrer o maior revés, com estimativas que apontam uma redução de em torno de 50% nas cidades sob administração da legenda", avalia o jornal.

El País destaca que esta é a primeira eleição depois que a Justiça proibiu a doação de empresas a políticos. "Os números vão mostrar se estão corretas ou não as análises que apontam que os candidatos mais ricos foram os mais beneficiados pelas mudanças nas regras", avalia o jornal espanhol.

A agência Reuters observa que o milionário João Doria é o favorito para se tornar prefeito de São Paulo, provavelmente no segundo turno, em 30 de outubro. "Sua eleição "iria reforçar a candidatura presidencial provável, em 2018, do governador do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB)", informa a agência.

Guinada à direita em campanha marcada pela violência

A revista semanal francesa L'Express registra a provável guinada à direita e o crescimento dos evangélicos em grandes capitais brasileiras, como São Paulo e Rio de Janeiro. A publicação também sublinha que a votação utiliza urnas eletrônicas, o que até agora só acontece parcialmente na França. "Até nas localidades mais distantes da Amazônia, o voto acontece por meio de urnas eletrônicas."

O jornal Le Monde destaca o aspecto violento da atual campanha. "Desde junho, 45 candidatos a prefeito e a vereador foram alvos de disparos [...] e 28 morreram, frequentemente vítimas de emboscadas". "Diante desses assassinatos, o ministro da Defesa anunciou que o exército vai reforçar a segurança em 400 cidades", escreve o Le Monde.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.