Acessar o conteúdo principal
Brasil-Mundo

Brasil marca presença na 50ª edição da Lisboa Fashion Week

A Lisboa Fashion Week começou na sexta-feira e termina neste domingo, 11 de março de 2018.
A Lisboa Fashion Week começou na sexta-feira e termina neste domingo, 11 de março de 2018. Luciana Quaresma

A “Moda Lisboa”, o nome da Fashion Week da capital portuguesa, é um dos maiores eventos de moda de Portugal que acontece há 27 anos. A 50ª edição, realizada neste final de semana, tem 18 desfiles previstos que apresentam as coleções outono/inverno.

Publicidade

Por Luciana Quaresma, correspondente da RFI em Lisboa

Entre os designers presentes na Lisboa Fashion Week, que começou na última sexta-feira (9) e termina neste domingo (11), está o paulista Alfredo Orobio.“Participar da Moda Lisboa nesta edição que marca a 50ª edição é motivo de orgulho pra gente. Estamos celebrando nossos três anos de vida com a “Away to Mars” e a gente não podia estar mais feliz. Estamos mostrando a nossa parceria com a Melissa, depois de um ano de processo criativo que envolveu quase mil pessoas do mundo inteiro. Criamos três pares de sapatos que estão sendo lançados durante o nosso desfile e simultaneamente em Nova York, São Paulo, aqui em Lisboa e em Londres”, explica Alfredo.

A Consultora de Moda e Stylist brasileira, Juliana Cavalcanti, há onze anos em Lisboa, acompanha o crescimento da moda na capital e acredita que a Lisboa Fashion Week tem sido uma plataforma, cada vez maior, para jovens estilistas. “Como qualquer semana de moda, é essencial existir esta parte de novos talentos porque é através desses novos talentos que surge o futuro da moda e é aí que a gente identifica quem vai ser o grande nome, quem irá se destacar. Por isso, é essencial estarmos de olho nessas pessoas maravilhosas que surgem a cada estação”.

“Sangue Novo” abre as portas para designers internacionais

O desfile “Sangue Novo”, que inaugurou a Moda Lisboa, apresentou coleções de oito novos designers. O espaço é uma espécie de vitrine, onde novos talentos participam com suas criações de um concurso. Segundo Eduarda Abbondanza, Presidente da Associação Moda Lisboa, esta edição reafirma a vontade de abrir as fronteiras para estilistas internacionais. “Nesta edição, pela primeira vez, o Sangue Novo, já começou aberto, pelo menos à Europa, tanto que uma das menções honrosas foi para o Frederico Protto, que é italiano. O Sangue Novo, claramente, vai se internacionalizar ainda mais na próxima edição”, afirma.

Lisboa: capital da criatividade

Com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, esta edição marca o longo caminho percorrido e reafirma o excelente momento que vive o panorama cultural e artístico lisboeta e a aposta da cidade em acolher talentos e tendências. “Neste momento, usufruímos do fato da cidade de Lisboa estar, finalmente, crescendo em termos de notoriedade internacional. Portanto, é um pouco de conforto, ao fim de 27 anos, podermos estar a trabalhar para aquilo que nós trabalhamos durante estes anos, que é a comunicação da cidade”, explica Eduarda.

O desfile do irreverente criador português Dino Alves encerra neste domingo a Lisboa Fashion Week.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.