Acessar o conteúdo principal
Brasil/Eleição

Rio de Janeiro, reduto de Bolsonaro, vive noite de festa após resultado da eleição

Eleitores de Bolsonaro tomaram as ruas de várias cidades do país, principalmente no Rio de Janeiro, após o anúncio do resultado das eleições
Eleitores de Bolsonaro tomaram as ruas de várias cidades do país, principalmente no Rio de Janeiro, após o anúncio do resultado das eleições REUTERS/Ricardo Moraes

Logo que os primeiros resultados foram divulgados, os eleitores de Jair Bolsonaro saíram às ruas para comemorar em várias cidades do Brasil, principalmente no Rio de Janeiro, reduto do presidente eleito. Além de se reunirem diante da residência de Bolsonaro, na Barra da Tijuca, milhares de pessoas tomaram parte da avenida Atlântica em uma comemoração que ganhou ares de final de Copa do Mundo.

Publicidade

Enviado especial ao Rio de Janeiro

Fogos de artifício e gritos de alegria podiam ser ouvidos saindo das janelas do prédios, de onde os moradores agitavam bandeiras do Brasil. Não demorou muito para que os cariocas partidários de Bolsonaro tomassem as ruas de alguns bairros do Rio de Janeiro, como em várias cidades do país. Em Copacabana, o point foi no Posto 4, onde um quiosque na orla reuniu os eleitores mais eufóricos.

Havia um pouco de tudo. Desde jovens casais e pessoas mais idosas, até grupos de rapazes musculosos com cachorros intimidantes. Algumas eleitoras capricharam no visual, e chegavam com camisetas verde-amarelo bordadas de lantejoulas. As pessoas bebiam e se abraçavam alegremente, em uma celebração que não deixava nada a desejar às comemorações após os grandes jogos de futebol, ou até mesmo a uma festa de carnaval. A única diferença é que aqui não se ouvia marchinhas ou gritos de torcida, e sim uma mistura de slogans pró Bolsonaro ou contra o Partido dos Trabalhadores.

Vanda quase não conseguia conter sua euforia. “Há dias eu venho rezando, pedindo a Deus para olhar para nossa nação. Chega de petistas, chega de petralhas, chega de um país pobre, um país miserável. Agora nosso país vai voltar a crescer e ser o que era”, declarou, emocionada.  

Rafael, que participava da festa com seu pai, ambos vestindo camisetas da seleção brasileira, era menos entusiasta, e disse não acreditar em milagres. “Eu não espero melhorias imediatas. Mas acredito que só pode melhorar. Agora, com Jair Bolsonaro, a gente pode ter uma chance de evoluir um pouco”, diz, depois de criticar, como muitos no calçadão de Copacabana nesta noite, o governo do PT.

“Bolsonaro representa a revolta da nação”

Aos poucos os apoiadores do presidente eleito tomaram parte da avenida Atlântica e a polícia teve que ser mobilizada para organizar o trânsito, já que alguns impediam a passagem dos carros. Um corredor estreito se formou para que apenas um veiculo passasse a cada vez no meio da multidão, que começou a entoar, além dos slogans políticos, o hino nacional.

Mais à frente, já no Posto 2, Cecílio ouvia o primeiro discurso de Bolsonaro em um alto-falante instalado no quiosque onde trabalha com a mulher Rosa. No final, ele desabafa:  “Para mim e para todos os brasileiros Bolsonaro representa a revolta da nação brasileira. Ele pegou tudo o que os brasileiros estavam sentindo nesses 13 anos do governo de Lula e botou prá fora”.

Festa em Copacabana após eleição de Bolsonaro
{{ scope.counterText }}
{{ scope.legend }}© {{ scope.credits }}
{{ scope.counterText }}

{{ scope.legend }}

© {{ scope.credits }}
Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.