Acessar o conteúdo principal
Brasil-Mundo

Massagista brasileiro conquista nobres italianos

Áudio 07:11
O massagista Davi dos Anjos Luz.
O massagista Davi dos Anjos Luz. G. Marques

Em apenas 2 anos e meio vivendo em Roma, o paulistano Davi dos Anjos Luz com seu trabalho conseguiu o que poucas pessoas comuns alcançaram: as graças da nobreza italiana. Ele é massagista especializado em Ayurveda, uma terapia milenar desenvolvida na Índia, considerada como uma das mais antigas massagens medicinais. Entre seus clientes estão príncipes, condessas e outras celebridades.

Publicidade

Gina Marques, correspondente da RFI em Roma

Antes de vir para a Itália, Davi se formou em Economia em São Paulo e trabalhou em um banco, até que decidiu deixar o emprego e viver em contato com a natureza. Foi então que se mudou para a Chapada dos Veadeiros, no estado de Goiás, onde conheceu a terapia ayurvédica.

“Quando eu conheci a terapia ayurvédica foi através de uma massagem que eu recebi. Então eu entendi que poderia ser o começo de um percurso em primeiro lugar para mim mesmo”, disse.

Ele contou que antes de ser um operador da ayuverda, estudou a história da massagem através da arte e da cultura oriental e ocidental.

“Então eu percebi que a massagem sempre esteve presente desde quando a humanidade se entende como civilização. Isso me despertou ainda mais a curiosidade porque eu vi que a grande nobreza de qualquer tipo de cultura, de povo, tinha o seu massageador [sic] que desenvolvia o mesmo papel que um médico, ou seja, a mesma importância que um médico. E foi assim que me apaixonei completamente”.

Davi explicou que atende diversos tipos de pessoas, mas trabalha sobretudo com a nobreza italiana. “Hoje eu vivo na prática todo este fascínio, toda essa magia uma vez vista nos livros e nos registros da história da massagem”.

Na sua clínica de massagens dentro do luxuoso palácio Doria Pamphilj, no centro histórico de Roma, Davi contou para RFI Brasil como conheceu a nobreza italiana.
“Tudo começou com um jantar em um dos palácios nobres aqui em Roma. Ali eu toquei no assunto do meu trabalho como terapeuta e fiz um príncipe provar a minha massagem. Ele conhece muito bem as massagens orientais, gostou da minha dedicação e me recomendou para outros nobres. Assim fui sendo reconhecido e meu trabalho foi crescendo”.

Davi explicou também que sua ascensão profissional foi rápida. Começou atendendo pessoas a domicílio e num período de seis meses conseguiu abrir o seu próprio espaço dentro de um palácio no coração de Roma, um mais importantes do Renascimento. A sua clínica é ligada a uma academia de ginástica, dança, pilates e spa.

Clientes VIP

Entre os seus principais clientes estão o príncipe Jonathan Doria Pamphilj, a princesa Patrizia Ruspoli e a condessa Mirella Petteni, famosa modelo italiana nos anos 60. “Todas essas pessoas têm a possibilidade de escolher os melhores profissionais para qualquer tipo de serviço que eles necessitem. Eu me sinto prestigiado por ter sido escolhido por eles.”

Segundo Davi, os nobres são pessoas simples. “Muita gente tem uma visão superficial dos nobres. No imaginário coletivo, eles são vistos como pessoas que vivem em palácios, usam jóias e roupas de marca. Na verdade, a nobreza é muito simples. Os nobres têm a capacidade de compreender que a participação de outras pessoas na vida deles é necessária. Um nobre não vive sem o auxílio de todos aqueles que podem contribuir para a sua existência, caso contrário não seria nobreza.”

Davi não atende só celebridades. “O público que eu atendo varia tanto. Eu trabalho com príncipe, eu trabalho com princesa, mas também com o jornalista, com a empregada doméstica, com a dona de casa, mulheres gestantes. Depois, passei a ser procurado por idosos. É uma variação [sic] de pessoas e isso é a coisa mais divertida do meu trabalho” contou.

Com apenas 29 anos, Davi considera a sua trajetória profissional um triunfo, no qual a humildade é fundamental. “O segredo é a sensibilidade. No meu caso é uma troca de sensações e energias das minhas mãos com o corpo de uma pessoa receptível. Hoje digo com muito orgulho, sobretudo com muita humildade e gratidão, que eu me considero um jovem empreendedor de sucesso. E escolher uma profissão é escolher amar aquilo que você faz e eu amo o meu trabalho.”

 

{{ scope.counterText }}
{{ scope.legend }}© {{ scope.credits }}
{{ scope.counterText }}

{{ scope.legend }}

© {{ scope.credits }}
Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.