Acessar o conteúdo principal

Neymar deve comparecer à Justiça espanhola

Neymar em campo para o Paris Saint-Germain.
Neymar em campo para o Paris Saint-Germain. JEFF PACHOUD / AFP

Após um verão de negociações sobre um possível retorno de Neymar ao Barcelona, a estrela brasileira do Paris Saint-Germain e seu antigo clube têm um encontro nesta sexta-feira (27). Mas dessa vez na Justiça.

Publicidade

A audiência pública foi agendada para as 10 horas (5 horas da manhã pelo horário de Brasília). O juiz convocou as partes para tentar uma conciliação. De acordo com uma porta-voz do tribunal, o jogador é obrigado a comparecer na audiência, ​​mas nenhuma confirmação de sua presença foi obtida de seus advogados.

Um juiz de assuntos sociais de Barcelona o convocou para a audiência no tribunal no L'Hospitalet de Llobregat, localizado num subúrbio da metrópole catalã.

O caso diz respeito ao bônus, cuja quantia exata nunca foi revelada, prometido ao jogador em 2016, quando ele se comprometeu a estender o seu contrato até 2021, e cujo pagamento deveria ser escalonado.

Um ano após a assinatura do documento, Neymar foi para o PSG pelo valor recorde de € 222 milhões e o clube catalão se recusou a pagar os restantes € 26 milhões do prêmio.

Para o Barcelona, ao deixar o clube e partir para o PSG, Neymar quebrou seu contrato. O clube também prestou queixa contra o jogador para recuperar a parte do prêmio já pago e receber mais € 8,5 milhões em indenizações.

Após um recurso sem sucesso à Fifa, os advogados de Neymar se manifestaram pedindo ao mesmo tribunal que pagasse o valor do prêmio total.

Este não é o retorno esperado para a estrela de 27 anos, cuja possível transferência para o Barcelona manteve o mundo do futebol em suspense neste verão. Mas o desejo de Neymar de deixar o PSG para encontrar seu companheiro de equipe, Lionel Messi, e as muitas ofertas do Barcelona ao clube de Paris não foram suficientes para devolver o jovem prodígio aos espanhóis.

"Neymar fez tudo para assinalar ao Barcelona que era isso que ele queria", disse o presidente do clube catalão, Josep Maria Bartomeu. Porém, o jogador considera que a "página foi virada" desde o seu retorno às competições com o clube de Paris, onde Neymar tenta silenciar os críticos com gols muitas vezes decisivos.

Responsabilidades legais

Segundo o jornal El Mundo, este caso também é do interesse das autoridades fiscais espanholas, que investigariam se o jogador, residente na Espanha para fins tributários em 2017, pagou todos os impostos gerados por essa transferência milionária, que continua sendo a mais cara da história.

A empresa NR Sports, responsável pelo gerenciamento da carreira do jgador, reconheceu em março que as autoridades fiscais espanholas queriam ser informadas "do resultado" deste procedimento legal, ao mesmo tempo em que afirmava que os valores pagos durante a transferência haviam sido declarados na Espanha.

Casos judiciais acompanham Neymar desde a sua chegada à Europa, em 2013, vindo do Santos, onde ele foi revelado como uma futura estrela do futebol.

A transferência do jogador do Santos para Barcelona levou à abertura de vários processos judiciais no Brasil e na Espanha. Alguns ainda estão em andamento e Neymar corre o risco de ser julgado na Espanha por corrupção, após a denúncia do grupo brasileiro DIS, ex-titular de parte dos direitos do jogador, que se sente prejudicado.

Desde sua chegada a Paris, o brasileiro enfrentou uma queixa por estupro que finalmente foi indeferida e uma queixa de violência voluntária contra um torcedor na final da Copa da França perdida para o Rennes.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.