Acessar o conteúdo principal
Evolução Inovação

Neurônio autista pode ficar normal, revela pesquisador brasileiro

Áudio 10:47
Brasileiros revertem neurônio autista em  normal.
Brasileiros revertem neurônio autista em normal. images.wellcome.ac.uk

Um estudo dirigido pelo biólogo brasileiro Alysson Muotri e publicado recentemente na revista científica “Cell” renova as esperanças para o tratamento da sindrome de Rett, um dos tipos de autismo, doença que atinge milhões de pessoas em todo o mundo.Com a ajuda de outros dois pesquisadores brasileiros, Cassiano Carromeu e Carol Marchetto, o cientista Alysson Muotri consegui provar que é possível reverter um neurônio "autista" para um neurônio normal . Para isso, foi utilizada uma técnica desenvolvida em laboratório com medicamentos que, pelo menos por enquanto, não podem ser testados em seres humanos.A revelação de que neurônios autistas, que tem um núcleo menor e ramificações mais curtas que dificultam a "comunicação" entre eles, podem ser corrigidos através do uso de substâncias que reprogramam a célula, cria a perspectiva de se desenvolver tratamentos para combater uma doença ainda muito estigmatizada pela sociedade.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.