Acessar o conteúdo principal
Ciência

Tempo chuvoso pode afetar dores no corpo, comprovam cientistas britânicos

Um dia úmido, com vento e baixa pressão atmosférica, pode aumentar a intensidade das dores em cerca de 20%.
Um dia úmido, com vento e baixa pressão atmosférica, pode aumentar a intensidade das dores em cerca de 20%. LUDOVIC MARIN / AFP

Sabe aquela história de "eu sei quando o tempo vai virar só pela dor no meu joelho"? Há quem diga que é lenda. Mas a crença popular tem seu fundo de verdade, de acordo com os resultados de uma pesquisa realizada pela Universidade de Manchester. O fator-chave para o aumento da dor, contudo, não é o frio, nem o calor.

Publicidade

Vivian Oswald, correspondente da RFI em Londres

O estudo "Encoberto com possibilidade de dores" revela que as pessoas sentem mais dores em função da umidade relativa do ar. Um dia úmido, com vento e baixa pressão atmosférica, pode aumentar a intensidade das dores em cerca de 20%.

O estudo foi feito com 13 mil pacientes que convivem com dores crônicas como artrite, fibromialgia, enxaqueca e nevralgia em 124 localidades distintas pelo Reino Unido. Para acompanhar as reações das pessoas, foi usado um aplicativo desenvolvido especialmente para a pesquisa. Os sintomas de dor eram atualizados pelos pacientes diariamente, enquanto o próprio sistema monitorava a mudança das condições climáticas a partir de um GPS.

De acordo o professor Will Dixon, um dos responsáveis pela descoberta do Centro de Epidemiologia Versus Artrite da Universidade de Manchester, ainda há muito a ser investigado. Mas ele adianta que identificar que a umidade tem impactos sobre a dor abre as portas para novos tratamentos.

"Previsão de dor"

Além disso permite que se desenvolva uma espécie de "previsão da dor”. Seria algo a ser consultado pelos pacientes como se faz com a previsão do tempo. Assim, as pessoas que sofrem de dores crônicas poderão planejar melhor as suas atividades antes de sair de casa. Em dias ruins, melhor não ir para rua.

Só no Reino Unido, cerca de 10 milhões de pessoas têm artrite. E três quartos das pessoas que convivem com a artrite acreditam que suas dores diminuem ou aumentam de acordo com o tempo, sobretudo pelo frio. Dixon afirma que, embora seja conhecido que o clima tem influências sobre o humor das pessoas – e, este, por sua vez, possa ter impacto sobre a dor –, isso foi menos importante nas pesquisas.

“Diz-se desde Hipócrates que o tempo afeta os sintomas dos pacientes com artrite”, lembra o professor. Mas o fato, segundo ele, é que não há consenso científico sobre essa confirmação.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.