Acessar o conteúdo principal
Cultura

Jovem francês trabalha como poeta público

Áudio 04:14
Antoine trabalha em uma mesinha improvisada, despertando a curiosidade dos passantes.
Antoine trabalha em uma mesinha improvisada, despertando a curiosidade dos passantes. LConstant

Para Antoine, que assina apenas seu primeiro nome, ser poeta é uma profissão. Sentado em um banquinho nos arredores do Centro Georges Pompidou, no centro de Paris, ele utiliza uma velha máquina de escrever alemã e papéis recortados a mão para criar versos sob encomenda. Cada um paga o que quiser ao jovem escritor, que nunca guarda cópias de suas poesias. Ele é o primeiro na França a fazer este trabalho, inspirado nos poetas públicos norte-americanos.  

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.