Acessar o conteúdo principal
Cinema

Longa brasileiro vence Festival de Annecy, o Cannes da animação

O diretor Luiz Bolognesi (centro) compareceu com a equipe do filme ao Festival de Annecy, onde venceu o prêmio de melhor longa-metragem.
O diretor Luiz Bolognesi (centro) compareceu com a equipe do filme ao Festival de Annecy, onde venceu o prêmio de melhor longa-metragem. Facebook

O desenho animado brasileiro "Uma História de Amor e Fúria", de Luiz Bolognesi, recebeu neste sábado, 15 de junho de 2013, o Cristal de melhor longa-metragem em competição no Festival de Annecy, no sudeste da França. O evento é considerado o festival de Cannes da animação.

Publicidade

O filme conta quatro períodos da história do Brasil por meio de um heroi imortal, que durante 600 anos luta ao lado dos mais fracos e busca reencontrar a mulher que ama.

A produção, que estreou no Brasil em abril, foi o primeiro longa-metragem brasileiro a participar da competição nos 53 anos do festival. Os protagonistas são dublados pelos atores Selton Mello e Camila Pitanga.

 

 

O Cristal de melhor curta-metragem foi entregue ao canadense Chrios Landreth por "Jeu de l'inconscient" (Jogo do inconsciente), enquanto o prêmio para a melhor animação de televisão fico com a produção britânica "Room on the Broom", de Jean Lachaeur et Max Lang. Enfim, o prêmio de melhor filme de encomenda ficou com "Dumb Ways to Die", do australiano Julian Frost.

O júri também deu uma menção especial ao longa "Minha mamãe está nos Estados Unidos, ela encontrou Buffalo Bill", uma co-produção da França e do Luxemburgo, e o prêmio especial do curta-metragem para o russo "Obida".

O público premiou o longa-metragem "O Apóstolo", do espanhol Fernando Cortizo Rodriguez, e o curta "Cartas de mulheres, uma produção francesa.

Este ano o Festival Internacional do Filme de Animação de Annecy, o maior do mundo no gênero, selecionou 236 filmes de 45 países, dos quais nove longa-metranges e 52 curtas em competição.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.