Acessar o conteúdo principal

Paris homenageia diretor de teatro americano Bob Wilson

Áudio 06:50
Com três espetáculos e uma exposição no Louvre, o diretor de teatro e artista plástico americano Bob Wilson é homenageado em Paris.
Com três espetáculos e uma exposição no Louvre, o diretor de teatro e artista plástico americano Bob Wilson é homenageado em Paris. louvre.fr

Paris homenageia o diretor de teatro e artista plástico americano Bob Wilson com uma exposição no museu do Louvre e três espetáculos. Em Londres, o incrível guarda-roupa da jornalista de moda Isabella Blow é mostrado pela primeira vez ao público. E a nova temporada de ópera em Roma e Milão começa com homenagens a Giuseppe Verdi.

Publicidade

Ele revolucionou as artes cênicas nos anos 70 e agora é hóspede do museu do Louvre, em Paris. O americano Bob Wilson, verdadeiro guru do teatro de vanguarda e pioneiro da vídeoarte, trouxe para a mostra Living Rooms sua própria cama e uma seleção de objetos que servem de inspiração para seu trabalho.

A exposição inclui ainda retratos em vídeo de Lady Gaga. Nessas obras inéditas, a estrela pop encarna personagens de pinturas célebres, como o "Retrato da Senhorita Caroline Rivière", de Ingres, exposto no Louvre. O vídeo que mais tem impressionado os visitantes foi instalado perto da Monalisa e mostra a cantora no papel de Marat, o deputado assassinado na sua banheira durante a Revolução Francesa.

Bob Wilson começou a acumular os objetos mais disparatados aos 12 anos de idade. Sessenta anos depois, essa coleção no mínimo eclética inclui obras de arte contemporânea, objetos achados na rua ou exemplares de arte primitiva. Todos eles influenciaram as criações de Bob Wilson, e ilustram um dos fundamentos da sua estética.

"Eu trabalho com a técnica do contraponto. Se você colocar uma pedra em cima de um computador, talvez seja mais fácil enxergar esses dois objetos do que se você colocar um celular em cima do computador. É difícil fazer o contraponto, não basta pegar qualquer oposto, mas sim um objeto que nos ajude a enxergar melhor", explicou o artista à RFI.

Bob Wilson também ganhou uma homenagem no Festival de Outono em Paris, que programou três dos seus espetáculos. Em novembro, Willem Dafoe e Mikhail Baryshnikov interpretam "The Old Woman", um texto do poeta russo Daniil Kharms. Em dezembro, é a vez da versão onírica e algo sombria de "Peter Pan", com música do duo CocoRosie. E em janeiro o público parisiense poderá rever "Einstein on the Beach", a ópera composta por Philip Glass que consolidou a reputação de Bob Wilson.

Moda

Antes de Lady Gaga, outra figura excêntrica fazia a alegria dos fotógrafos com seus chapéus barrocos. A Somerset House de Londres expõe o guarda-roupa da jornalista de moda britânica Isabella Blow. As principais atrações são as peças espetaculares do costureiro Alexander McQueen e do chapeleiro Philip Treacy, dois criadores que ela ajudou a se tornarem estrelas da moda.

Em trinta anos de carreira, Isabella Blow revelou talentos e se firmou como um ícone com seu estilo irreverente. Depois de seu suicídio em 2007, uma de suas melhores amigas, a herdeira Daphne Guinness, comprou a extraordinária coleção de roupas da jornalista, que agora é mostrada pela primeira vez ao público.

Ópera

A Itália continua celebrando o bicentenário de Giuseppe Verdi. A Opera de Roma abre sua nova temporada na próxima quarta-feira com uma montagem de "Ernani" sob a batuta do maestro Riccardo Muti. O libreto se baseia no drama homônimo de Victor Hugo, verdadeiro manifesto do romantismo teatral francês.

Já o Teatro alla Scala de Milão inaugura sua programação 2013-2014 no dia 7 de dezembro com "La Traviatta". A direção musical é de Daniele Gatti. O libreto da ópera também se baseia em um texto francês, desta vez "A Dama das Camélias", de Alexandre Dumas Fils.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.