Acessar o conteúdo principal
França/livros

Asterix é líder de vendas de livros na França

A nova revista em quadrinhos da coleção Astérix: "Asterix entre os Pictos"
A nova revista em quadrinhos da coleção Astérix: "Asterix entre os Pictos" REUTERS/Benoit Tessier

A última aventura do invencível herói gaulês Asterix, criação de Albert Uderzo e René Goscinny, domina a lista dos livros mais vendidos de 2013 na França, entre todos os gêneros editoriais. “Asterix entre os Pictos”, 35° álbum da série, vendeu mais de 1.287.500 exemplares. A pesquisa foi realizada pelo instituto Ipsos/Livres Hebdo.

Publicidade

“Asterix entre os Pictos” é a primeira de todas as aventuras de Asterix que não foi desenhada por Uderzo, 86 anos. No entanto, o artista seguiu de perto cada passo da concepção do álbum, com roteiro de Jean-Yves Ferri e desenhos de Didier Conrad. Goscinny, o outro criador de Asterix, Obelix, Ideiafix, Panoramix e outros personagens da coleção, morreu em 1977.

Em segundo lugar no ranking, veio a trilogia “Cinquenta Tons de Cinza”, da britânica E.L.James, com mais de 1,5 milhão de cópias vendidas. Em seguida, a lista traz “Inferno”, do americano Dan Brown (que escreveu “Código da Vinci”).

Jovens

Outra trilogia está no topo das vendas para o público jovem: “Jogos Vorazes”, de Suzanne Collins. As vendas tiveram um bom impulso vindo das versões para o cinema das histórias. Os três livros venderam 253 mil exemplares.

O imortal “O Pequeno Príncipe” permanece rei das vendas de livros de bolso para jovens, ano após ano. O herói de Saint-Exupéry vendeu 75 mil cópias no ano passado.

Outros destaques de venda são o catálogo da exposição de Marc Chagall no Museu do Luxemburgo, em Paris, guias turísticos e receitas de Nutella.
 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.