Acessar o conteúdo principal
Nigéria/sequestro

Exposição em Paris lembra o sequestro de estudantes nigerianas

Anne Hidalgo e Valérie Trierweiler inauguraram, nesta segunda-feira 28 de julho, a exposição « Bring Back Our Girls ».
Anne Hidalgo e Valérie Trierweiler inauguraram, nesta segunda-feira 28 de julho, a exposição « Bring Back Our Girls ». instagram.com/p/q_9idoRqwm/

A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, e a ex-primeira-dama Valérie Trierweiler inauguraram ontem a exposição  "Bring Back Our Girls" (tragam de volta nossas meninas, em português). O objetivo é o de manter a pressão internacional pela libertação das estudantes nigerianas que foram sequestradas pelo Boko Haram em abril.

Publicidade

Há mais de 100 dias, 220 estudantes nigerianas foram sequestradas por membros da seita islâmica radical Boko Haram. Para lembrar o sofrimento das jovens que são mantidas como reféns, a Prefeitura de Paris mantém, por um mês, uma exposição na Praça da República.

A proposta é esteticamente simples. Ao todo, são 220 silhuetas com os nomes das meninas raptadas. As imagens presas com grilhões, evocando a situação de escravidão das nigerianas. Segundo Valérie Trierweiler, a exposição foi organizada em apenas uma semana. “Essas meninas são um símbolo da opressão das mulheres no mundo. Elas foram sequestradas, simplesmente, porque estavam indo para a escola. Devemos lutar contra isso”, declarou Trierweiler.

A prefeita de Paris também insistiu na pressão constante para a libertação das estudantes. “A força da mobilização da opinião pública é um elemento muito importante para lutar contra o esquecimento. Gostaria de dizer a essas meninas que elas estão no coração de Paris”, disse Anne Hidalgo.

#BringBackOurGirls

A hashtag #BringBackOurGirls foi lançada no twitter logo após o anúncio do sequestro das nigerianas. A campanha internacional de mobilização reuniu artistas, políticos e personalidades como a primeira-dama dos EUA, Michelle Obama.

 

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.