Acessar o conteúdo principal

Em Berlim, tudo pronto para o Festival Internacional de Cinema começar

Áudio
Cartaz com imagens dos filmes que serão apresentados no Festival Internacional de Cinema de Berlim de 2015.
Cartaz com imagens dos filmes que serão apresentados no Festival Internacional de Cinema de Berlim de 2015. DR

Nesta semana vamos conversar com um dos rappers brasileiros mais carismáticos da atualidade em turnê aqui na Europa, saber o que nos reserva o festival de cinema mais legal de Berlim e falar de histórias em quadrinhos e saudade na França.

Publicidade

Criolo no Grand Studio da sede do grupo France Médias Monde, do qual faz parte a RFI, em 26 de janeiro de 2015.
Criolo no Grand Studio da sede do grupo France Médias Monde, do qual faz parte a RFI, em 26 de janeiro de 2015. Foto: Laurence Aloir/Musiques du Monde RFI

Ele tem lotado todos os teatros onde se apresentou aqui na Europa, lançando o novo CD "Convoque seu Buda". Eu estou falando de Criolo, que já passou por Glasgow, Londres, Amsterdã, Paris e Portugal. E não são apenas os brasileiros que enchem as salas, os estrangeiros adoram o seu som intenso e moderno e sentem a mensagem social passada pelo artista.

Eu encontrei com Criolo antes do seu show  na sala de concertos Alhambra, aqui em Paris, e ele comentou o interesse inteligente dos jornalistas europeus pelo seu trabalho, mais uma razão de seus shows estarem sempre lotados: " O que eu percebi foi um respeito muito grande de todos os jornalistas de toda a Europa, que sempre estudaram o texto, foram saber do álbum, conhecer histórias de vida, entender o porque das canções. E esse diálogo aberto destes ótimos profissionais propiciou uma troca dessa energia, dessa literatura e do porque dessa construção. E por isso, quando a gente retorna ao país, as pessoas sabem qual é o nosso lance", disse Criolo. 

Ele veio cantar no Festival "Au Fil des Voix", de Músicas do Mundo, que desde 29 de janeiro a 9 de fevereiro reuniu uma seleção muito fina de artistas vindas da Africa, Brasil, e Estados Unidos.

Cinema em Berlim

Mudando de registro, vamos dos palcos para as telas dos cinemas, onde começa na semana que vem a 65ª edição do Festival Internacional de Cinema de Berlim.

A atriz francesa Juliette Binoche no filme "Nobody wants the night, de Isabel Coixet, que abrirá o Festival.
A atriz francesa Juliette Binoche no filme "Nobody wants the night, de Isabel Coixet, que abrirá o Festival. DR

Neste ano, a mostra proposta pelo diretor do festival, Dieter Kosslick, terá, como ele afirma, filmes com mulheres fortes vivendo histórias fortes em torno de política, espiritualidade e crença.

E nesse clima de força feminina, será o filme "Ninguém Quer a Noite", da diretora catalã Isabel Coixet, estrelado pela atriz francesa Juliette Binoche. que abrirá o festival. É a história de uma mulher em busca do marido, desaparecido durante uma missão na Antártida.

No total, 19 longas vão concorrer ao Urso de Ouro, incluindo Rainha do Deserto, de Werner Herzog, Cavaleiro de Copas, de Terrence Malick, e o italiano Virgem Jurada, de Laura Bispuri.

Neste ano quem preside o júri é o diretor americano Darren Aronofsky ao lado de outros famosos, entre eles, a nossa eterna Amélie Poulain, a atriz francesa Audrey Tautou.

O Brasil tem forte presença em Berlim neste ano: o diretor Walter Salles foi selecionado na mostra Panorama de longas- documentários com seu filme "Jia Zhangke, um Homem de Fenyang", sobre o famoso cineasta chinês. Ele e Walter se conheceram justamente nesse festival há 17 anos, quando o brasileiro ganhou o Urso de Ouro com Central do Brasil.

Ainda na Panorama, participam Ausência, de Chico Teixeira,Que Horas Ela Volta?, de Anna Muylaert, e Sangue Azul, de Lírio Ferreira, que também vai abrir a mostra.

Nos curtas, Mar de Fogo, de Joel Pizzini, foi selecionado para a competição oficial .

Como sempre, sob os holofotes e sobre o tapete vermelho, devem passar as atrizes Natalie Portman, Nicole Kidman, Cate Blanchett e Juliette Binoche, além do vampiro mais desejado do mundo, Robert Pattinson, e James Franco.

O Festival de Cinema de Berlim acontece de 5 a 15 de fevereiro.

Charlie Hebdo em Angoulême

Termino a Agenda desta semana lembrando que o festival de Quadrinhos mais famoso do mundo, o Festival Internacional de Histórias em Quadrinhos de Angoulême, na França, abriu na sexta-feira (29), com aquele aperto no peito. A edição de 2015 é dedicada aos caricaturistas do jornal Charlie Hebdo: Wolinsky, Cabou, Tignous, Charb e Honoré, assassinados no dia 7 de fevereiro por terem dado livre imaginação aos seus lápis.

O festival mudou totalmente sua programação depois do atentado, criando o "Prêmio da Liberdade de Expressão" e organizando uma retrospectiva do jornal satírico no Museu da História em Quadrinho local. Cerca de quarenta capas do Charlie Hebdo foram colocadas pela cidade como cartazes de campanhas eleitorais.

E como o mundo está precisando de paz, deixo vocês ao som divino da cantora ameríndia Pura Fé, que se apresenta na semana que vem aqui em Paris.

Ouçam a cantora ameríndia Pura Fé interpretando "My People, My Land" do cd "Sacred Seed"

 

 

 

 

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.