Acessar o conteúdo principal
Reportagem

“Noite Europeia dos Museus” exibe milhares de espetáculos gratuitos na França

Áudio 03:06
Cartaz da “Noite Europeia dos Museus”.
Cartaz da “Noite Europeia dos Museus”. DR

Uma noite cultural agita a Europa neste sábado (16). Três mil e quatrocentos museus em todo o continente, sendo 1300 só na França, abrem ao público gratuitamente na 11ª edição da “Noite Europeia dos Museus”. Os madrugadores de plantão podem usufruir não só das coleções permanentes, mas também de espetáculos variados.

Publicidade

Luciana Marques, em colaboração especial à RFI

De acordo com Françoise Brézet, da direção-geral de patrimônios do Ministério da Cultura francês, "há todo tipo de animação, degustação, espetáculo de dança, de teatro, de música, uma programação muito variada”. Para atingir pessoas de todas as nacionalidades, as apresentações são em várias línguas. A ideia é sensibilizar o grande público em comemoração da Jornada Internacional dos Museus, explica Françoise Brézet.

”Como o evento é gratuito, as visitas são numerosas. Há muitas visitas em família, é mais interessante vir quando é gratuito. O público é mais jovem que o normal e espero que a iniciativa democratize um pouco as visitas aos museus”, disse.

Programação

O festival conta com a participação de museus renomados, como o Petit Palais, que traz uma noitada barroca e o Museu de Arte Moderna, que exibe o filme “A Bela da Tarde”, de Luis Buñuel, num cinema ao ar livre.

A Fundação Louis Vuitton oferece uma exposição com as obras fundadoras da modernidade, que mudaram o curso da história da arte do século 20. Entre os artistas, Henri Matisse e Edvard Munch.

O MAC/VAL, Museu de Arte Contemporânea do Val-de-Marne, traz uma exposição coletiva que procura desconstruir algumas formas de masculinidade. Com quase 250 obras de pintura, escultura, música e vídeo, “Chercher le garçon”, ou “Buscar o garoto”, em tradução livre, mostra como o homem é visto pela sociedade.

“As obras propõem uma cartografia da masculinidade alternativa. Há muitas coisas feitas depois dos anos 60 por mulheres em torno da desconstrução e análise do papel da mulher na sociedade e percebemos que não há nada feito pelos homens sobre a masculinidade”, disse o curador da exposição, Frank Lamy. “No fundo é para lutar contra todas as formas de dominação, que exigem que cada um tenha um papel pré-determinado na sociedade”, concluiu.

Na edição do ano passado, 2 milhões de pessoas participaram da “Noite Europeia dos Museus” na França. Neste sábado, as atividades se concentram entre 18h e meia-noite. Algumas, porém, começam mais cedo, ao meio-dia, e terminam até 2h da manhã. Em razão disso, algumas linhas do metrô vão funcionar até 2h15 da manhã neste sábado em Paris.

A programação completa da “Noite Europeia dos Museus” está no site http://nuitdesmusees.culturecommunication.gouv.fr/
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.