Acessar o conteúdo principal
França/Perfume

Publicidade de perfume da Kenzo faz flores brotarem no concreto de Brasília

Brasília é o cenário da nova propaganda internacional do perfume da marca Kenzo,
Brasília é o cenário da nova propaganda internacional do perfume da marca Kenzo, captura vídeo/ http://www.kenzoparfums.com

A famosa marca Kenzo elegeu Brasília como cenário para a nova campanha publicitária internacional do perfume Flower, recém lançada. No comercial vemos a papoula vermelha, símbolo da fragrância, brotar na Praça dos Três Poderes e a top model chinesa, Ming Xi, enfrentar com a flor um grupo de militares. A cena faz referência a uma famosa foto pacifista do francês Marc Riboud.

Publicidade

Nas fotos e no filme publicitário do perfume, Ming Xi ainda passeia pela Esplanada dos Ministérios, sobe a rampa do Congresso Nacional e desfila na passarela do Museu Nacional enquanto centenas de papoulas, graças aos efeitos especiais, sobem aos céus da capital brasileira. O diretor artístico da Kenzo, Patrick Guedj, diz que escolheu Brasília porque ela era a única cidade do mundo que preenchia os critérios estabelecidos para a nova campanha.

“As duas últimas campanhas foram filmadas em Paris e buscávamos uma cidade moderna que tivesse uma dimensão poética, feminina e sensual. Brasília respondia perfeitamente a esses critérios e era o cenário perfeito para contar essa história”, diz o francês. Na nova campanha eles quiseram resgatar as raízes da marca: “Uma flor frágil, mas militante, capaz de traçar seu caminho no concreto da cidade”, explica Guedj.

Flower Power

O designer Serge Mansan lembra que a inspiração do estilista da marca era o movimento pacifista Flower Power, dos anos 1960 e 1970. A foto de Marc Riboud ,1967, que inspirou a atual campanha publicitária, mostra uma jovem dando uma flor a um militar em frente ao Pentágono durante uma manifestação contra a Guerra no Vietnã.

Os diretores da campanha também ficaram seduzidos pela humanidade da arquitetura de Niemeyer e pela poesia visual de Brasília. O arquiteto brasileiro, que sempre reivindicou a sensualidade de suas curvas arquitetônicas, ficaria contente com o elogio.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.