Acessar o conteúdo principal
Cultura

Dupla francesa cria música original com textura brasileira

Áudio 04:57
A dupla Aurélie (à direita) & Verioca (à esquerda, com o violão).
A dupla Aurélie (à direita) & Verioca (à esquerda, com o violão). facebook.com/aurelieverioca

Aurélie e Verioca passam do francês para o português e vice-versa sem acanhamento, conversando ou cantando. Aurélie Tyszblat tem a voz de veludo e Véronique Lherm chega com violão e cavaquinho à tiracolo, além de um mundo de percussão na boca. A dupla está lançando na França um segundo álbum – “Pas à Pas” (Passo-a -Passo) – e passou pela Rádio França Internacional para falar a respeito.

Publicidade

Aurélie explica que a própria expressão “passo-a-passo” define o modo de trabalho da dupla. “E também porque esse caminho, o da música brasileira, é muito exigente para pessoas como nós, estrangeiras, ou seja francesas.” Além disso, esse segundo álbum, ela acrescenta, dá continuidade ao trabalho de parceria em música franco-brasileira, iniciado com “Além des Nuages”.

O processo de criação começa com uma melodia bolada por Verioca. “Em seguida, vem a letra que eu faço, que pode ser em português ou em francês, sem regra definida, depende do que pedir a música”, diz Aurélie.

“Basicamente tocamos só nós duas, mas desta vez resolvemos convidar amigos na França e no Brasil para participar do CD e do palco”, acrescenta Aurélie. Os amigos incluem Joyce Moreno, o regional de choro de Belo Horizonte “Flor de Abacate” (que fez o arranjo da música-título “Pas à Pas”), Zé Luis Nascimento, percussionista da Bahia radicado na França, e outros.

Villa-Lobos

Véronique Lherm, que adotou o nome artístico de Verioca, conta que a paixão pela música brasileira também começou “passo-a-passo”, a partir da descoberta da obra de Villa-Lobos quando ela estudava violão clássico no conservatório. “E um dia conheci o trabalho da pianista-cantora Tânia Maria, que foi para mim uma verdadeira exaltação”.

Já Aurélie é parisiense do 18° distrito, que aparece nas letras e no último vídeo oficial do álbum. Ela conta que a música brasileira veio primeiro pelo pai, pianista de jazz, o que a fez se acostumar logo cedo com melodias de Tom Jobim. “E na adolescência, eu tinha uma amiga nascida no Brasil e na casa dela se ouvia muito Chico Buarque, Vinicius de Morais etc”.

Brasil

A promoção de “Pas à Pas” começou no Brasil, onde a dupla realizou 12 shows em várias cidades do país – unidades do SESC, centros culturais e até no Centro de Referência da Música Carioca. No SESC Tijuca, a convidada especial que subiu ao palco foi Joyce, musa das duas francesas.

A turnê francesa começa em novembro e já tem várias datas. O primeiro concerto em Paris vai ser no Les Trois Baudets, endereço mítico do bairro de Pigalle, no 18° distrito, no dia 20 de novembro.

Para mais informações, consulte o site: www.aurelieverioca.com ou www.facebook.com/aurelieverioca

Veja abaixo o clip oficial de “Pas à Pas”, todo filmado no bairro de Montmartre:

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.