Acessar o conteúdo principal
RFI Convida

"A França sempre esteve de braços abertos para nossa cultura", diz promotora brasileira

Áudio 07:01
Fafá Leonardo, promotora cultural há mais de 30 anos em Paris.
Fafá Leonardo, promotora cultural há mais de 30 anos em Paris. RFI

Há 30 anos agitando a cena cultural e festeira da capital francesa, Fafá Leonardo é uma espécie de MC da noite parisiense. Além de promover talentos brasileiros, latinos e africanos através de sua associação cultural Fafádièse, que funciona com uma agência de artistas, Fafá produz eventos transcultulturais de peso como a antiga lavagem da escadaria da Basílica de Sacre-Coeur em Montmartre e a noite "Tudo Boom" na mítica Chapelle des Lombards. Para ouvir a entrevista, é só clicar na foto acima.

Publicidade

 "O Brasil está sempre de braços abertos para nossa cultura em geral", afirma Fafá Leonardo. "E não só para a música", completa ela. "Nossa cultura é muito rica e muito autêntica poraue tem uma mistura de origens e influências muito grande, e a França é um país que acolhe essa diversidade muito bem", afirma a produtora e promoter, que agencia nomes como Os Mulheres Negras, o grupo baiano Ilê Ayê e a cantora Da Cruz.

"Claro que existem os clichës como samba e futebol, cartões postais do Brasil, mas os franceses são um público muito curioso, por exemplo em relação à música eletrönica brasileira e mesmo a ritmos improváveis, bem roots, que nunca foram muito divulgadas, como a música de Dona Onete, lá de Belém do Pará, estilos musicais que aparecem ou reaparecem e são muito bem acolhidos pelo público francês", conta Fafá.

Entre os novos projetos, a promoter destaca a noite "Tudo Boom", inaugurada há uma semana no celebrado espaço Chapelle des Lombards, espécie de templo da música brasileira, latina e africana em Paris, desde os anos 80. "É uma noite para promover os artistas que estão em meu catálogo, mas não se trata apenas de música brasileira, é festa, é Boom", se diverte a promotora cultural.

Para ouvir a entrevista na íntegra com Fafá Leonardo, você pode clicar na foto acima, ou assitir o vídeo da entrevista abaixo, gravado em nossos estúdios da RFI.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.