Acessar o conteúdo principal
Falecimento

Sam Shepard, ator e autor americano, morre aos 73 anos

Shepard: legado que cobre meio século de trabalho.
Shepard: legado que cobre meio século de trabalho. REUTERS/Lucy Nicholson

O autor e ator americano Sam Shepard morreu aos 73 anos na quinta-feira (27), anunciou nesta segunda-feira (31) um porta-voz de sua família ao jornal The New York Times.

Publicidade

Shepard morreu em casa, no Kentucky, por complicações de uma esclerose amiotrófica lateral (doença de Lou Gehrig), segundo o jornal.

O ator, que também escreveu cerca de 50 peças, ganhou o Pulitzer de 1979 pelo drama "Buried Child". Em 1984, foi indicado ao Oscar como melhor ator codajuvante no filme "Os Eleitos - Onde o futuro começa", mesmo ano em que "Paris, Texas", com roteito de sua autoria, ganhou a Palma de ouro no Festival de Cannes.

Um de seus papéis mais recentes foi na série "Bloodline", uma produção da Netflix, na qual fazia o papel do patriarca Robert Rayburn.

Infância nômade

Nascido em Fort Sheridan, Illinois, em 1943, Shepard era fiho de uma professora e um oficial do Exército. O ator teve uma infância nômade, mudando de base militar por todo país, até concluir o ginásio em Duarte, na Califórnia.

Shepard começou a atuar e a escrever na faculdade, quando estudava agricultura, até que se uniu a uma companhia de teatro itinerante e se mudou para Nova York, onde começou a escrever peças.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.