Acessar o conteúdo principal
Cinema/Festival de Cannes

Mexicano Iñárritu será primeiro latino-americano a presidir Festival de Cannes

O cineasta Alejandro González Iñárritu presidirá o 72° Festival de Cannes, que acontece de 14 a 25 de maio de 2019.
O cineasta Alejandro González Iñárritu presidirá o 72° Festival de Cannes, que acontece de 14 a 25 de maio de 2019. Fes© Brigitte Lacombe/Festival de Cannes

O premiado cineasta mexicano Alejandro Gonzáles Iñárritu será o presidente do júri do Festival de Cannes 2019. O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira (27) pelos organizadores do evento que acontece de 14 a 25 de maio.

Publicidade

Esta será a primeira vez que o badalado festival de cinema francês será presidido por um latino-americano. “Com a presença de Iñárritu, o festival celebra todo o cinema mexicano” ressaltou o comunicado assinado pelo presidente do festival, Pierre Lescure, e pelo diretor-geral, Thierry Frémaux.

Raramente Iñárritu aceita participar de júris de festivais. Ele, aliás, tinha rejeitado o convite em um primeiro momento devido à filmagem de um novo longa-metragem, mas o filme foi adiado e o diretor de “Babel” acabou aceitando presidir o evento, informou Thierry Frémaxu em entrevista à rádio FranceInfo.

"Me sinto honrado e feliz de retornar este ano a Cannes e imensamente orgulhoso de presidir o júri. O cinema corre nas veias do planeta e este festival é seu coração", disse o cineasta, citado no comunicado oficial. No texto, Iñarritu também lembra que o festival francês foi muito importante para a carreira dele. Seu primeiro longa, “Amores brutos”, venceu o grande prêmio da Semana da Crítica em Cannes, em 2000. Seis anos depois, "Babel" foi exibido na mostra principal e Iñárritu levou o prêmio de direção. Em 2010, "Biutiful" deu a Javier Bardem a “Palma” de melhor ator em Cannes.

Consagração

Iñárritu, 55 anos, é um dos diretores mais consagrados de Hollywood. Ele já ganhou cinco Oscars, sendo dois de melhor diretor, em 2015 e 2016, por "Birdman" e "O Regresso".

Três dias depois de Alfonso Cuarón receber três estatuetas do Oscar por "Roma" - incluindo melhor filme estrangeiro e melhor diretor -, o anúncio de Iñárritu em Cannes confirma o momento espetacular dos cineastas mexicanos.

Ele presidirá o júri do 72º Festival de Cannes após a atriz australiana Cate Blanchett, em 2018. No ano passado, a Palma de Ouro coroou "Assunto de Família", do japonês Hirokazu Kore-Eda.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.