Acessar o conteúdo principal
Cultura

Mostra em Paris propõe imersão nas emoções do amor à primeira vista

Áudio 05:39
Cartaz da mostra "Coup de Foudre".
Cartaz da mostra "Coup de Foudre". DR

“Coup de Foudre” em francês quer dizer, literalmente, “golpe de um raio”. Mas como expressão, significa “amor à primeira vista”. A mostra “Coup de Foudre”, em Paris, pretende trabalhar as emoções geradas por esse fenômeno sentimental através de uma exposição imersiva e interativa, com muitas cores, texturas, sons e imaginação.

Publicidade

A mostra acontece na Fundação EDF, no centro de Paris. Logo no amplo hall de entrada, as paredes são decoradas com fantasias esdrúxulas. São roupas de noiva, sapo, padre,Papai Noel, esqueleto, homem-esponja. Ou ursos gigantes que inflam, casulos, casacos-bola, entre outras estranhas vestimentas. O visitante pode vestir o que quiser e dançar, ou perambular pela exposição a caráter.

Fantasias à disposição do público.
Fantasias à disposição do público. Foto: Patricia Moribe

Os autores são a dupla de artistas Fabrice Hyber e Nathalie Talec. O flyer fala em “exposição-obra total, intensa e breve”. Hyber explica que o espaço “é para ser explorado, vivido, transformado, compartilhado. É uma imersão permanente, seja pelo som ou pelo silêncio”.

“A exposição foi montada para trabalhar com as emoções”, diz Talec. “Aproveitei para criar abrigos emocionais na forma de roupas. Podemos vestir as roupas, que são quentes, cobrem bem. Elas isolam, e ao mesmo tempo nos cobrem com uma sensação de serenidade”, explica a artista.

Visitante vestido de urso inflável.
Visitante vestido de urso inflável. Foto: Patricia Moribe

As paredes das escadarias são cobertas por palavras, sensações, emoções. No andar de baixo, o escuro predomina, com labirintos e salas escuras. Projeções mostram os dois artistas correndo, num pega-pega infinito em que um aparece e depois o outro some.

“O subsolo se chama ziguezague, a gente aparece e desaparece como raios e podemos ouvir o barulho deles também”, conta Fabrice Hyber.

Mostra "Coup de Foudre", na Fundação EDF.
Mostra "Coup de Foudre", na Fundação EDF. Foto: Patricia Moribe

No andar superior, um mezanino abriga espaços separados por divisórias de tecido, com recintos diferentes. “É o local onde podemos descansar, nos aproximar, num local confortável, em cabines decoradas. É para entrar, se sentar, aprofundar a relação”, explica o artista.

“Em torno da ideia de uma exposição sobre emoções, queríamos propor um spa de arte, onde a gente se relaxa para ver as obras, produzidas pelo nosso amor pela arte”, explica Nathalie Talec.

Mostra coup de foudre
Mostra coup de foudre P. MORIBE

A mostra tem várias programações para crianças, mas os adultos também exploram o espaço. Como o consultor Matthieu Martin, que veio no final do dia. “Foi uma experiência um pouco sinistra. Misteriosa. Conceber roupas especiais para expressar emoções é um conceito, uma abordagem interessante. Até aí, as bizarrices estão por todo canto. Vale a pena para quem quiser conhecer outras personalidades, outras camadas, pode ser legal”, diz.  

A exposição Coup de Foudre fica em cartaz na Fundacao EDF, em Paris, até 20 de outubro de 2019.

Mostra "Coup de Foudre", na Fundação EDF.
Mostra "Coup de Foudre", na Fundação EDF. Foto: Patricia Moribe
Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.