Acessar o conteúdo principal
Brasil/Petróleo

Total quer aumentar participação na exploração do petróleo brasileiro

Plataforma de extração de petróleo na Bacia de Campos, Rio de Janeiro.
Plataforma de extração de petróleo na Bacia de Campos, Rio de Janeiro. Flickr/minplanpac

O grupo petrolífero Total quer aumentar sua participação na exploração de petróleo offshore no Brasil. Para alcançar esse objetivo, a companhia francesa está tentando comprar as atividades de sua concorrente americana Anadarko Petrolium, numa transação avaliada em 3 bilhões de dólares, afirma joje o jornal Financial Times. 

Publicidade

Segundo o jornal Financial Times, a disputa pela empresa americana está acirrada entre a Total, o grupo dinamarquês Maersk Oil  e o norueguês Statoil. O grupo americano contratou três pesos-pesados do setor bancário para pilotar a operação, Citigroup, Morgan Stanley e o canadense Scotia. Em 2008, a Andarko já tinha cedido cotas da empresa no Brasil para a Statoil no campo Peregrino, no Rio de Janeiro.

A porção da companhia francesa no Brasil ainda é modesta para o potencial produtivo do país, com uma participação que vai de 20 a 50% em três campos de exploração nas bacias de Campos e Santos. A meta da Total é fortalecer sua presença na exploração do pré-sal, com a expectativa do Brasil de ampliar sua produção dos atuais 2 milhões de barris por dia para 5 milhões de barris até 2020.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.