Acessar o conteúdo principal
UE/G8

Líderes europeus preparam reunião do G8 em clima de divergências

Angela Merkel e François Hollande durante um encontro no primeiro dia do mandato do novo líder francês, em Berlim.
Angela Merkel e François Hollande durante um encontro no primeiro dia do mandato do novo líder francês, em Berlim. REUTERS/Bundesregierung/Guido Bergmann/Pool

A crise na zona do euro tomou conta das conversas entre os dirigentes europeus durante uma vídeoconferência organizada nessa quinta-feira. O evento, que tinha como objetivo preparar a reunião de cúpula do G8, que acontece nesse fim de semana em Camp David, foi marcado pelas posições distintas da França e da Alemanha nas estratégias possíveis para a saída da tempestade econômica que atinge o bloco europeu.

Publicidade

A vídeoconferência dessa quinta-feira contou com a participação da chanceler alemã, Angela Merkel, do novo presidente francês, François Hollande, do primeiro-ministro britânico, David Cameron, e do chefe do governo italiano, Mario Monti, além de Herman Van Rompuy e José Manuel Durão Barroso, do executivo europeu. Os dirigentes discutiram principalmente a crise na zona do euro e uma posição comum do bloco para a reunião de cúpula do G8 (grupo dos 7 países mais ricos e a Rússia), que acontece nesse fim de semana nos Estados Unidos.

Segundo Berlim, os participantes do encontro virtual concordaram sobre a importância em equilibrar as finanças do bloco e, ao mesmo tempo, garantir o crescimento econômico na região. As duas estratégias “não são contraditórias” e “uma e outra são necessárias”, disse o porta-voz da chaceleria alemã, Steffen Seibert, logo após a vídeoconferência, sem dar mais detalhes sobre o teor das conversas.

O crescimento europeu faz parte das promessas de François Hollande, enquanto Angela Merkel defende as medidas de rigor para reduzir o déficit público no bloco. Essa divergência nas possíveis estratégias para a saída da crise vem sendo levantada desde a eleição do líder francês e também foi um dos temas discutidos durante o primeiro encontro entre o dupla franco-alemã na última terça-feira, dia da posse do novo chefe do Palácio do Eliseu.

Logo após a vídeoconferência, o governo francês anunciou que houve “uma ampla convergência de pontos de vista” durante as conversas dessa quinta-feira. Tentando acalmar os possíveis rumores de que esse encontro virtual reflete as divergências no grupo, o governo britânico lembrou que “é tradicional esse tipo de discussão antes de um G8, mas com a chegada do presidente François Hollande, os dirigentes pediram essa reunião”.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.