Acessar o conteúdo principal
Estados Unidos/PIB

Economia dos EUA dá salto e cresce 4% no segundo trimestre

O setor de serviços dos Estados Unidos registrou uma forte expansão em julho.
O setor de serviços dos Estados Unidos registrou uma forte expansão em julho. Reuters/Chris Berry

O crescimento da economia nos Estados Unidos deu um salto de 4% no segundo trimestre do ano, em ritmo anual, anulando os efeitos negativos da retração nos três primeiros meses de 2014. As novas estimativas foram divulgadas nesta quarta-feira (30) pelo Departamento do Comércio. A taxa é bem superior aos 3% esperados pelos analistas.

Publicidade

Os dados do primeiro trimestre foram revistos para cima, indicando uma contração da economia americana de 2,1% contra 2,9% inicialmente previstos.

O forte crescimento pode ser atribuído, em parte, ao aumento de 2,5% do consumo interno e de 5,5% das despesas das empresas. Elas investiram US$ 93,4 bilhões na reconstituição dos estoques, contribuindo com 1,6 ponto percentual na expansão do PIB.

Emprego recua em julho

Por outro lado, o ritmo de criação de empregos no setor privado recuou mais do que o previsto em julho, segundo um relatório publicado hoje pela prestadora de serviços em informática ADP. Foram 218 mil contratações, quando os analistas entrevistados pela consultoria Dow Jones Newswires esperavam uma média de 238 mil novos empregos. O setor de serviços foi o que mais empregou. A produção de bens contratou menos. Em junho, as previsões dos analistas foram confirmadas, com 281 mil novas contratações, segundo a ADP.

Globalmente, os analistas estimam que os números de julho não representam uma inversão de tendência. A criação de empregos vai aumentar regularmente nos Estados Undos, acompanhando a evolução positiva do PIB.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.