Acessar o conteúdo principal
Fortunas

Forbes: Trump despenca no ranking das maiores fortunas do planeta

Donald Trump perdeu quase 200 posições no ranking dos mais ricos do planeta.
Donald Trump perdeu quase 200 posições no ranking dos mais ricos do planeta. REUTERS/Yuri Gripas

O presidente norte-americano Donald Trump foi um dos grandes perdedores do tradicional ranking dos mais ricos do mundo divulgado anualmente pela revista Forbes. O chefe de Estado despencou quase 200 posições na lista.

Publicidade

Essa foi uma das principais surpresas do ranking deste ano. O presidente dos Estados Unidos, que fez fortuna no setor imobiliário, caiu da 544ª posição para a 766ª. Sua riqueza está agora avaliada em US$ 3,1 bilhões, 400 milhões a menos que há um ano.

Outra novidade foi que o norte-americano americano Jeff Bezos, fundador do site de compras Amazon, se tornou o homem mais rico do mundo, deixando para trás Bill Gates, o criador da Microsoft. Bezos, de 54 anos, tomou o título de seu compatriota de 62 anos graças a uma alta de 59% das ações da Amazon no último ano, que praticamente multiplicou por dois sua fortuna, avaliada em US$ 112 bilhões. O gênio da informática, hoje mais conhecido por sua fundação focada em assuntos de saúde e educação, terá de se conformar com o segundo lugar, com um patrimônio estimado em US$ 90 bilhões.

O também americano Warren Buffett conservou o terceiro lugar, completando o pódio com US$ 84 bilhões. Ele é descrito pela Forbes como "um dos investidores mais bem sucedidos de todos os tempos".

Moda e luxo no ranking

A lista continua com o francês Bernard Arnault, dono do império de luxo LVMH, grupo por trás de marcas como Louis Vuitton, Dior ou Kenzo, que se tornou o europeu mais rico do mundo, com uma fortuna estimada em US$ 72,2 bilhões. Graças à melhora do euro diante do dólar nos últimos meses, o empresário subiu sete posições em relação ao ranking do ano passado.

Arnault é seguido de perto pelo fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, de 33 anos, que tem a quinta maior fortuna do planeta. Ele ultrapassou esse ano outro grande ator do mundo da moda. O criador do grupo Zara, o espanhol Amancio Ortega, caiu para o sexto lugar, perdendo duas posições, mas ficou à frente do empresário mexicano Carlos Slim, que ocupa a sétima posição, uma a menos que no ano passado.

A primeira mulher da lista só aparece na 16ª posição: Alice Walton, herdeira da cadeia americana de supermercados Wal-Mart, com US$ 46 bilhões. Atrás dela está outra herdeira, a do império de beleza L'Oréal, Françoise Bettencourt Meyers, com US$ 42,2 bilhões.

Dois magnatas chineses também entraram pela primeira vez para a lista das 20 maiores fortunas do mundo: Ma Huateng, dono da gigante digital Tencent, que se torna o homem mais rico da Ásia, e Jack Ma, fundador da gigante chinesa de comércio digital Alibaba.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.