Acessar o conteúdo principal
Atletismo

Dupla de atletas etíopes vence a Maratona de Paris

A largada da Maratona de Paris aconteceu na avenida Champs Elysées, na manhã de domingo.
A largada da Maratona de Paris aconteceu na avenida Champs Elysées, na manhã de domingo. Reuters

A Maratona de Paris foi disputada neste domingo, 11 de abril, em condições ideais para os atletas. O sol brilhou durante toda a corrida e as temperaturas estavam agradáveis, facilitando o percurso de 42,192 Km pelas ruas da capital francesa. A largada na famosa avenida Champs Elysées começou bem cedo, um pouco antes das 9 horas da manhã, horário de Paris, e duas horas depois os primeiros atletas começavam a cruzar a linha de chegada.

Publicidade

A vitória foi 100% etíope. Na categoria masculina, o primeiro a chegar foi Tadesse Tola com o tempo de 2h 06' 41". Ele era um dos favoritos da prova, mas não conseguiu quebrar o recorde de 2h 05' 47" batido no ano passado pelo queniano Vincent Kipruto. Mas esta foi apenas a segunda maratona na carreira do jovem atleta da Etiópia de 22 anos. Os quenianos Alfred Kering e Wilson Kipsang ficaram em segundo e terceiro lugar, respectivamente.

Na categoria feminina, a vencedora foi a também etíope Atsede Baysa. Esta foi a segunda vitória consecutiva da atleta na Maratona de Paris. Este ano, ela melhorou seu tempo e conseguiu quebrar o recorde da prova ao fazer o percurso em 2h 22' 04". A francesa Christelle Daunay ficou em segundo lugar e uma outra atleta etíope, Beyene Tsegaye, em terceiro.

A Maratona de Paris é uma das mais populares do mundo. 40 mil atletas do mundo inteiro, entre profissionais e amadores, participaram desta 34ª edição. Cerca de 2/3 dos participantes são estrangeiros, muitos deles vieram do Brasil. O maratonista Paulo Marcos Reis, organizou e trouxe um grupo de 30 atletas para participar da prova este ano. E todos conseguiram completar o percurso para a alegria de Paulo Marcos Reis.

Neste domingo, Roterdã e Milão também sediaram maratonas que comprovaram a supremacia de atletas africanos na categoria. Na Holanda, o queniano Patrick Makau e a etíope Aberu Kebede venceram a prova. Na Itália, os vencedores foram o queniano Jafred Kipchumba e a etíope Ansakech Mengistu.
 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.