Acessar o conteúdo principal
Atletismo

Mineiro chileno Edison Peña é destaque da maratona de NY

O chileno Edison Peña (centro), um dos 33 mineiros que passaram 69 dias numa mina participou da grande Maratona de Nova York.
O chileno Edison Peña (centro), um dos 33 mineiros que passaram 69 dias numa mina participou da grande Maratona de Nova York. Reuters

Neste domingo aconteceu a grande maratona de NY. Mais de 45 mil atletas enfrentaram uma sensação térmica de zero grau e os 42 quilometros. Um megaespetáculo da resistência humana, que neste ano teve como uma das maiores atrações, um dos chilenos que ficou preso numa mina, por 69 dias. Mas, mais uma vez, os africanos ficaram com os títulos e o brasileiro favorito chegou na sexta posição.

Publicidade

 A maratona é um verdadeiro show que percorre os cinco grandes bairros de Nova York, atravessa cinco pontes e subidas até chegar no Central Park. O frio era grande, a sensação térmica estava em zero grau, mas, mesmo assim, cerca de 2 milhões de pessoas foram para as ruas para assistir ao espetáculo de resistência.

No total, 329 brasileiros participaram da competição, mas quem atravessou primeiro a linha de chegada, na disputa masculina, foi Gebre Gebremarian, da Etiópia, estreante na maratona, assim como o segundo colocado, o queniano Emmanuel Mutai. Já entre as mulheres, a grande vencedora foi a queniana Edna Kiplagat, que também disputou pela primeira vez. Em segundo ficou a americana Shalane Flanagan.

O brasileiro Marílson Gomes dos Santos – que venceu a competição em 2006 e 2008 - era um dos favoritos – Esteve entre os 10 primeiros de ponta a ponta, e ficou na sétima colocação. Mas, mesmo não sendo o vencedor, o grande destaque da maratona 2010 foi o chileno Edison Peña, um dos 33 mineiros que passaram 69 dias numa mina a 622 metros de profundidade.

A empresa organizadora da Maratona convidou Peña para acompanhar a prova, mas ele preferiu correr os mais de 42 quilometros e terminou o trajeto em 5'40'51”. Peña disse que: “Ele queria motivar o mundo para praticar esportes, teve muita dor no joelho lesionado e pensou em desistir”.

O chileno declarou ainda: "Correr uma maratona e ficar preso em uma mina são duas experiências muito diferentes. Eu me senti muito bem na maratona, com todo o apoio que recebi".

Colaboração de Cleide Clock, correspondente da RFI em Nova York

 Os primeiros colocados da maratona de Nova York:
Homens
1. Gebre Gebrmariam (ETI) 2h08m14s
2. Emmanuel Mutai (QUEN) 2 09:18
3. Moses Kigen Kipkosgei (QUEN) 2 10:39
4. Abderrahim Goumri (MOR) 2 10:51
5. James Kwambai (QUEN) 2 11:31
Mulheres
1. Edna Kiplagat (QUEN) 2h28m20s
2. Shalane Flanagan (EUA) 2 28:40
3. Mary Keitany (QUEN) 2 29:01
4. Inga Abitova (RUS) 2 29:17
5. Kim Smith (NZL) 2 29:28

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.