Acessar o conteúdo principal
Ciclismo

Ciclista é preso sob a acusação de dopagem na Volta da França

Ciclista francês Remy Di Gregorio responde aos questionamentos da polícia.
Ciclista francês Remy Di Gregorio responde aos questionamentos da polícia. REUTERS/Stephane Mahe/Files

A equipe Cofidis anunciou hoje a suspensão imediata da competição Volta da França de Rémy di Grégorio, um de seus ciclistas que participavam da prova. O francês foi detido para se explicar à polícia sobre a suspeita de utilizar substâncias ilícitas para os esportistas.

Publicidade

“Nós acabamos de saber que um dos nossos corredores, participante da Volta da França, teria tentado recorrer ao uso de substâncias dopantes para melhorar a sua performance. Por enquanto, nós dispomos de muito poucas informações sobre os fatos que teriam ocorrido”, explicou a francesa Cofidis, por comunicado. “Este caso isolado não deve colocar em questão a participação da equipe na Volta da França nem penalizar aqueles que não devem nada”, declarou a equipe.

O texto esclareceu que “as suspeitas que pesam sobre Rémy di Grégorio “nos levam a aplicar de maneira estrita e imediata as sanções em vigor” na equipe, envolvendo “violações das regras de ética”. A Cofidis afirma ainda que o ciclista será suspenso até que os “fatos de que é acusado” sejam esclarecidos.

Hoje era um dia de repouso na competição. Di Grégorio foi abordado por policiais em um hotel de Bourg-en-Bresse, no sudeste da França, onde a equipe está hospedada. Outros dois homens foram presos em Marselha e teriam relação com o caso, sobre o qual foram dados poucos detalhes. As suspeitas teriam se iniciado na Volta da França de 2011 e “se atualizado nestes dias”, de acordo com o Ministério Público.

O ciclista poderá ficar até 48 horas detido em prisão preventiva.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.