Acessar o conteúdo principal
Futebol/PSG

Em jogo emocionante, PSG vence Barcelona por 3 a 2 pela Liga dos Campeões

David Luiz e Lucas (d) festejam a vitória do Paris Saint-Germain contra o Barcelona em Paris.
David Luiz e Lucas (d) festejam a vitória do Paris Saint-Germain contra o Barcelona em Paris. REUTERS/Benoit Tessier

Em um jogo eletrizante, com muitos gols, lances de alto nível e muitas oportunidades para as duas equipes, o Paris Saint-Germain venceu o Barcelona nesta terça-feira (30) por 3 a 2 pela segunda rodada da Liga dos Campeões da Europa. Com o resultado, o time parisiense assume a liderança do grupo F e põe fim à invencibilidade do time catalão.

Publicidade

PSG e Barcelona fizeram um espetáculo digno de uma Liga dos Campeões, com um jogo intenso, do começo ao fim. Frente a frente, duas equipes com muita posse de bola e que se abriram desde o começo para o jogo, correndo riscos. O Barcelona teve a iniciativa da partida, mas foi o time francês que chutou primeiro ao gol, com Thiago Motta que recuperou uma bola no campo ofensivo, mas acabou chutando por cima, na entrada da área. O lance animou a torcida.

Na sequência, outro lance de perigo, desta vez com uma cobrança de falta de Lucas. A bola sobrou na área para o meio campista Matuidi. No rebote da zaga, Neymar puxou o contra-ataque. Pedro tentou dar um passe para o centro da área, mas o goleiro Sirigu se antecipou.

Aos 10 minutos, o PSG abriu o placar com o zagueiro David Luiz, que aproveitou uma falha na marcação da defesa em uma cobrança de falta e chutou cruzado para o fundo do gol. O zagueiro brasileiro foi o primeiro a balançar as redes do time catalão nesta temporada.

O troco do Barcelona não demorou. Aos 12 minutos, o Barça empatou em bela jogada do ataque. Em uma tabela rápida entre Iniesta e Messi, o argentino recebeu uma assistência perfeita e chutou sem chances para Sirigu.

O jogo continuou eletrizante e no minuto seguinte, quando Cavani desperdiçou uma boa oportunidade em uma recuperada de bola no ataque. Mas o chute, da entrada da área, foi alto demais.

Com maior volume de jogo e controle do meio campo, o Barcelona envolvia o clube parisiense e tinha maior iniciativa das jogadas ofensivas. Aos 20 minutos, em cobrança de escanteio, Messi aproveita de voleio, Sirigu faz boa defesa, mas o lance tinha sido parado por uma falta na área.

Aos 24 minutos, Messi deu um passe que cobriu toda a zaga, mas Neymar, pressionado pelo goleiro, tocou para cima, desperdiçando uma boa chance de ampliar o marcador. Aos 26, na cobrança de escanteio, o goleiro do Barcelona Stegen sai mal e Verratti amplia de cabeça e coloca o PSG na frente de novo.

O time catalão fez uma forte marcação na saída de bola e chegou a levar perigo com Messi, que desperdiçou a última chance do primeiro tempo ao chutar para cima uma falta sofrida por ele mesmo.

Mais emoção no 2° tempo

Como previsto, o Barcelona veio com tudo para cima do PSG, que investiu nos contra-ataques. Em um deles, logo aos 2 minutos, Cavani foi lançado em profundidade, se livrou do zagueiro mas não foi feliz na finalização.

O time voltou a balançar as redes aos 9 minutos. Em bela jogada de ataque pela direita, Blaise Matuidi ampliou o marcador para 3 a 1.

Dois minutos depois, em nova ação rápida do ataque catalão, Neymar, que até então esteve apagado no jogo, recebe livre na área e completa com classe, num chute cruzado, diminuindo placar.

O cenário da partida continuou com o mesmo roteiro, com o Barça procurando espaços para seu trio de atacantes e o PSG respondendo com contra-ataques perigosos. Aos 59, Pastore deu uma bela arrancada, se livrou de dois zagueiros e chutou cruzado, mas a bola foi parar nas mãos de Stegen, que estava atento e evitou o quarto gol.

O treinador Luis Henrique do Barça fez sua primeira alteração para reforçar o poder ofensivo ao sacar Pedro Rodrigues para a entrada do marroquino El Haddadi, que quase empatou, com um chute cruzado de fora da área que tocou na trave antes de sair para a linha de fundo. Sem conseguir criar espaços, o treinador catalão promoveu nova mudança ao sacar Rakitic para a entrada de Xavi. O treinador Laurent Blanc, também resolveu mexer e tirou Verrratti para a entrada de Yohan Cabaye para manter o ritmo defensivo.

Aos 28 minutos, novo susto para o PSG. Em cobrança de falta, a bola é rebatida e Iniesta, livre de marcação desperdiça .

Um dos grandes nomes da partida, o argentino Pastore, saiu aos 39 para dar lugar a Chantome, com a estratégia visando reforçar o meio campo defensivo. Aos 43 minutos, Cavani teve uma grande oportunidade de ampliar o marcador, mas chutou fraco, nas mãos do goleiro Stenge, confirmando que ainda não substitui à altura o sueco Ibrahimovc, que não esteve em campo por causa de uma lesão no calcanhar esquerdo.

Antes do apito final, o atacante Lucas saiu de campo machucado mas muito aplaudido pelos torcedores. Com a vitoria do PSG e o empate entre APoel Nicosia e Ajax Amsterdã, o time parisiense assume a liderança do grupo F com 4 pontos, seguido do Barcelona com 3. Ajax Amsterdã tem 2 e o Apoel Nicosia segura a lanterna com apenas 1 ponto.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.