Acessar o conteúdo principal
França/Futebol

Brasileiros do PSG se juntam à seleção depois da vitória sobre Marselha

PSG vence Olympique de Marselha com gols de Lucas Moura e Edinson Cavani.
PSG vence Olympique de Marselha com gols de Lucas Moura e Edinson Cavani. REUTERS/Charles Platiau

A seleção brasileira vai estar completa nesta segunda-feira (10) com a chegada a Istambul dos jogadores brasileiros do PSG convocados por Dunga para os amistosos contra a Turquia, nesta quarta-feira (12), e contra a Áustria, em Viena, na semana que vem. David Luiz, Thiago Silva, Marquinhos e Lucas se juntam ao grupo depois de terem jogado e vencido o clássico francês contra o Olympique de Marselha.

Publicidade

Os últimos a chegarem à Turquia logo mais serão os quatro brasileiros do PSG que na noite deste domingo disputaram e venceram por 2 a 0 o grande clássico do futebol francês com o Olympique de Marselha. Além dos zagueiros David Luiz, Thiago Silva e Marquinhos, o atacante Lucas Moura vai voltar a vestir a camiseta da seleção na sua primeira convocação na era Dunga.

Lucas foi destaque na vitória do PSG ao fazer o primeiro gol em lance de oportunismo na área do Olympique de Marselha. Aos 38 minutos do primeiro tempo, ele se antecipou ao zagueiro adversário e completou um cruzamento de esquerda para abrir o placar.

O uruguaio Cavani confirmou a vitória no final do segundo tempo, com um gol de cabeça quando o Olympique de Marselha já estava com um homem a menos em campo. O time parisiense é o único invicto da competição após 13 rodadas.

Em entrevista à imprensa francesa após o jogo, Lucas comemorou a subida do PSG na tabela do campeonato francês, agora com 27 pontos, um a menos do que o arqui-inimigo Marselha, que continua líder isolado.

"Ganhar um clássico é sempre muito importante. Dá mais confiança à equipe. É preciso continuar assim, trabalhando duro porque a temporada é longa. O Marselha é uma ótima equipe, mas vamos trabalhar para ganhar mais uma vez o campeonato", disse Lucas, que marcou seu sexto gol na temporada.

Neymar quer fechar ano com "chave de ouro"

O treinador Dunga só convocou atletas que jogam fora do país para não prejudicar os clubes brasileiros na reta final do Brasileirão e para a final da Copa do Brasil. Na chegada ao hotel de concentração da seleção, no domingo, Neymar lamentou não poder ficar mais um dia com a família e disse querer fechar bem o ano. "Estou muito feliz em representar a seleção brasileira novamente e espero fechar o ano com chave de ouro", disse.

Na sua apresentação, Luiz Adriano, centro avante do ucraniano Shakhtar Donetsk que já marcou nove gols em dois jogos pela Liga dos Campeões, espera aproveitar sua primeira oportunidade na seleção de Dunga: "Estou em um momento bastante importante na minha carreira. Na Champions League venho fazendo belos jogos pelo Shakhtar Donetsk, então estou em um momento muito especial e espero continuar por muito tempo ainda, fazendo belos jogos e dando o meu máximo".

 

 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.