Acessar o conteúdo principal
Futebol/França

David Luiz ajuda PSG a avançar na Copa da França e sonha com quatro títulos

O Paris Saint-Germain venceu em casa, nesta quarta-feira, o Monaco por 2 a 0.
O Paris Saint-Germain venceu em casa, nesta quarta-feira, o Monaco por 2 a 0. facebook.com/PSG

O Paris Saint-Germain garantiu sua vaga na semifinal da Copa da França ao vencer, na noite de quarta-feira (4), o Mônaco por 2 a 0 no estádio Parc des Princes, em Paris. Com um gol relâmpago, de cabeça, o zagueiro David Luiz abriu o caminho da vitória. O resultado mantém a equipe parisiense na disputa de quatro títulos ainda nesta temporada.

Publicidade

Depois do empate sem gols com o Mônaco no domingo (1) pelo campeonato francês, o PSG foi alvo de muitas críticas pela falta de eficiência de seu ataque. Na casa do adversário, o time parisiense desperdiçou várias oportunidades claras de gol e, com isso, a chance de voltar a assumir a liderança da competição.

A partida pela Copa da França na noite de ontem era vista como uma oportunidade para os atacantes do PSG tranquilizarem sua torcida e concretizarem as diversas jogadas criadas pelo sistema ofensivo da equipe.

Ironicamente, coube a um zagueiro mostrar o caminho das redes, e logo no início do duelo. No lance do gol, aos 3 minutos, David Luiz subiu mais alto que a defesa adversária e precisou cabecear duas vezes para marcar, em uma demonstração de técnica, raça e oportunismo.

“Nós zagueiros, jogadores mais defensivos, não temos muitas oportunidades de fazer o que tem de maior brilho no futebol, que é o gol. Claro que é prazeroso marcar, mas prefiro ganhar sem marcar gol a perder com um gol feito por mim”, disse em entrevista à Rádio França Internacional.

No segundo tempo, aos sete minutos, o uruguaio Cavani fez o segundo gol, que selou a vitória e deu mais tranqüilidade ao time para administrar a vantagem e o domínio verificado durante a partida. O placar só não foi mais elástico porque os atacantes do PSG voltaram a perder gols incríveis, particularmente o argentino Javier Pastore.

Balanço positivo

David Luiz minimizou a falta de pontaria de seus companheiros. "Foi um resultado muito bom. Ganhamos de um adversário muito qualificado, que defende muito bem. Acho que o volume de jogo foi muito bom e fiquei feliz com a vitória”, afirmou.

Sem seus principais titulares em campo, o Mônaco não ofereceu grandes riscos ao PSG. A exceção foi uma cobrança de falta no primeiro tempo que parou na trave, para sorte do goleiro Douchez.

Para o atacante Matheus Carvalho, transferido do Fluminense para o Mônaco, o gol sofrido logo no início do jogo mudou o panorama do confronto. “Como o gol do PSG aconteceu muito cedo, o jogo ficou complicado para a gente. A equipe deles é muito boa, tem uma qualidade incrível. Os jogadores brasileiros têm uma grande vantagem pela facilidade e na hora de decidir as jogadas”, avaliou.

A eliminação na Copa da França deixou a equipe monegasca disputando apenas outras duas competições: o campeonato francês e a Liga dos Campeões. “Nossa equipe tem qualidade e temos que dar continuidade porque temos dois campeonatos pela frente e vamos buscar os títulos dos dois”, afirmou Matheus.

David Luiz sonha com quatro títulos

A classificação para a semifinal da Copa da França faz do Paris Saint-Germain a única equipe europeia a manter a disputa por quatro troféus na temporada. O time ainda defende seu título de campeão francês, já tem agendada para abril a final da Copa da Liga francesa contra o Bastia, e ainda busca uma vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa contra o Chelsea.

“Time grande precisa ganhar. Se você estiver nas quatro competições e, no final, não ganhar nada, não adianta”, diz David Luiz. “É prazeroso saber que o time está lutando em todas as competições, está vivo ainda, mas temos os pés no chão porque temos que trabalhar bastante”, afirma o zagueiro.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.