Acessar o conteúdo principal
Futebol/Amistoso

Gabriel Paulista quer brigar por espaço na zaga da seleção brasileira

O zagueiro Gabriel Paulista, do Arsenal, na chegada em Paris.
O zagueiro Gabriel Paulista, do Arsenal, na chegada em Paris. RFI

A seleção brasileira realiza na tarde desta segunda-feira (23), em Paris, seu primeiro treino visando o amistoso contra a França, na quinta-feira (26). O treinador Dunga vai poder testar novos jogadores para ampliar seu leque de opções em todos os setores do campo.

Publicidade

Novato na seleção brasileira, o zagueiro Gabriel Paulista, do Arsenal, comentou sua surpresa ao ver seu nome na lista. "Fiquei muito feliz ao receber a notícia. Eu estava concentrado para o jogo de domingo e foi uma felicidade enorme", comentou. "Quero aproveitar essa oportunidade, mas com os pés no chão", comentou na chegada ao hotel onde a seleção está concentrada.

Gabriel Paulista foi chamado depois de confirmados os cortes dos zagueiros do PSG David Luiz e Marquinhos, por lesão. O jogador, de 24 anos, vibrou com a chance, mas sabe que terá que mostrar muito em campo- e também fora dele- para conseguir um lugar em um dos setores onde a seleção é mais forte.

"A concorrência sempre teve. São jogadores de qualidade. Vai ser uma briga boa. Eu estou chegando para ocupar um lugar ao sol com muita humildade", afirmou.

Gabriel foi revelado pelo Vitória e logo foi transferido para o Villareal, da Espanha. Com menos de dois anos, foi contratado pelo inglês Arsenal, onde ganhou mais visibilidade e a confiança do treinador brasileiro. "Tudo está acontecendo muito rápido na minha vida", confessa o jogador.

Outro atleta convocado de última hora foi Roberto Firmino, que entrou na vaga deixada pelo lesionado Diego Tardelli. Atacante do Hoffenheim, Firmino comemorou sua segunda convocação. Autor do gol da vitória que deu a vitória de 2 a 1 da seleção contra a Áustria, ele quer  aproveitar a chance para se firmar na equipe. "Cada convocação é diferente e espero dê tudo certo nesta também", afirmou. 

França também tem cortes de última hora 

Assim como o Brasil teve que fazer mudanças por causa de lesões, a seleção francesa também trocou dois atletas no final de semana.

O goleiro Hugo Lloris se machucou sábado (21) logo no início do jogo entre sua equipe, o Tottenham, contra o Leicester pelo campeonato inglês jogo. Benoît Costil, do Rennes, vai substituí-lo. No domingo (22), exames no jogador Gonalons, do Lyon, também confirmaram uma lesão muscular que vai tirá-lo dos amistosos da França contra o Brasil, dia 26, e a Dinamarca no dia 29. Josuha Guilavogui, do Alemão Wolfsburg, foi chamado para a vaga.

A seleção francesa começa nesta segunda-feira, no centro de Clairefontaine, nos arredores de Paris, os treinamentos para enfrentar o Brasil. 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.