Acessar o conteúdo principal
Paraguai/Copa América

Tio de autor do gol decisivo da classificação do Paraguai morre de emoção

Derlis González, autor do gol da vitória do Paraguai.
Derlis González, autor do gol da vitória do Paraguai. Reuters

A emoção da disputa de pênaltis entre Brasil e Paraguai, no sábado (27), pelas quartas de final da Copa América, foi grande demais para o tio do jogador Derlis Gonzáles. Depois que o atacante paraguaio marcou o gol decisivo que garantiu a classificação para a semifinal do torneio disputado no Chile, seu tio teve um infarto fatal ao celebrar a vitória contra a seleção brasileira.

Publicidade

Derlis Gonzáles foi o herói da classificação da seleção paraguaia. O atacante de 21 anos também foi o autor do pênalti, aos 25 minutos do segundo tempo, que deu o empate ao Paraguai e levou a decisão pela vaga na semifinal à disputa de pênaltis (3 a 4).

Segundo o diário paraguaio Última Hora, o tio do jogador, Manuel Irrazabal, de 44 anos, morreu na madrugada deste domingo (28) enquanto celebrava a vitória. Em sua conta no Twitter, o atacante do FC Basel confirmou a morte. "Tio, por que hoje? Por que você me deixou após um infarto? Tio, te dei tanta alegria e não posso acreditar que você partiu com tanta felicidade”, postou o jogador.

Depois de eliminar o Brasil, o Paraguai se prepara para enfrentar a Argentina na semifinal da Copa América, no estádio Esther Roa, de Concepción, na próxima terça-feira (30). Pelas redes sociais, a seleção paraguaia desejou força a Derlis Gonzáles.

Brasil virou “banal’

A eliminação do Brasil, pela segunda vez consecutiva, nas quartas de final da Copa América pelo Paraguai é analisada pela imprensa esportiva francesa deste domingo (28). Após o trauma da Copa do Mundo, a seleção brasileira enfrenta uma nova derrota importante, dizem os jornais em coro. Para o L’Équipe, a explicação é simples. “A seleção brasileira virou uma equipe banal, como qualquer outra, que não intimida mais nem adversários modestos e tem dificuldades em encontrar soluções para voltar a ser uma das melhores do mundo”, escreve o jornal esportivo.

“Depois de terem amarelado na Copa do Mundo, os jogadores brasileiros foram vítimas de um vírus misterioso”, brinca o Metronews. Mais sério, Le Monde diz que o Brasil, sem o capitão e craque Neymar, “não mostrou nada em campo e foi claramente dominando pelo Paraguai.”
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.