Acessar o conteúdo principal
Fifa/Eleição

Blatter diz que não é candidato para dirigir Fifa

Joseph Blatter, presidente da Fifa
Joseph Blatter, presidente da Fifa REUTERS/Ruben Sprich

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, afirmou nesta segunda-feira (20) que não será candidato na eleição para sua sucessão. "Digo categoricamente: não serei candidato. Vai haver uma nova eleição para um novo presidente. Eu não poderia, sou um presidente velho", afirmou na coletiva de imprensa após a reunião do Comitê Executivo da Fifa. "Acho que eu vou voltar a ser jornalista. Vou para o rádio. É mais fácil falar do que escrever."

Publicidade

Presidente da entidade desde 1998, Blatter foi reeleito no último mês de maio, mas, diante do escândalo de corrupção na entidade, colocou seu mandato à disposição.

Nesta segunda, o Comitê Executivo definiu a data para o pleito que elegerá o novo mandatário: 26 de fevereiro de 2016. Entre os candidatos já declarados estão o príncipe jordaniano Ali ben Al Hussein e o ex-jogador brasileiro Zico. Michel Platini, presidente da Uefa, também poderia se candidatar.

Comediante britânico

Um comediante britânico atirou notas de dinheiro em Blatter no momento que iniciava a coletiva de imprensa, que foi atrasada em alguns minutos até o local ser limpo.

"Temos que limpar a sala. Isso não tem nada a ver com futebol. Voltarei em poucos minutos", disse Blatter, visivelmente irritado com a presença do comediante, que se dirigiu brevemente ao público antes de jogar as notas contra o presidente da Fifa, momentos antes de ser expulso por agentes de segurança.

Quando Blatter voltou para a sala, dez minutos depois, disse "é uma falta de educação" e pediu desculpas aos jornalistas pelo atraso.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.