Acessar o conteúdo principal
Fifa/Escândalo

Francês Michel Platini se candidata à presidência da Fifa

Michel Platini, em 22 de março de 2012, em Istanbul.
Michel Platini, em 22 de março de 2012, em Istanbul. AFP PHOTO / BULENT KILIC

Michel Platini oficializou sua candidatura à presidência da Fifa nesta quarta-feira (29). O anúncio do presidente da Federação Europeia de Futebol (Uefa) já era esperado e o ex-craque da seleção francesa é o grande favorito para suceder Joseph Blatter, que renunciou após a revelação do enorme escândalo de corrupção na entidade.

Publicidade

A candidatura de Michel Platini, de 60 anos, foi revelada pela UEFA. O ex-camisa 10 da seleção francesa oficializou sua decisão de concorrer à presidência da Fifa em um carta enviada às 209 federações de futebol que integram a entidade máxima do futebol mundial. A eleição está marcada para 26 de fevereiro de 2016.

“Pensei muito e tomei uma decisão pessoal”, afirmou Michel Platini. “Há momentos em que devemos assumir o controle do nosso destino e eu cheguei a esse momento”, completou o triplo Bola de Ouro. Platini disse que pensa no “interesse do futebol” e que vai trabalhar para que a Fifa recupere “sua dignidade e posição que merece”.

Renúncia de Blatter

A decisão do presidente da Uefa ocorre em meio ao escândalo que sacode a Fifa e que levou à demissão surpresa de Joseph Blatter, no dia 2 de junho. O suíço, de 79 anos renunciou apenas quatro dias após ter sido reeleito para um quinto mandato à presidência da entidade.

Platini foi um dos primeiros a pedir a renúncia de Blatter e era considerado um pretendente natural para suceder o suíço, que reina na Fifa desde 1998. Mas o presidente da Uefa preferiu manter o suspense de sua candidatura até agora e só confirmou sua entrada na disputa depois de consultar os dirigentes de várias confederações. Ele já tem o apoio de quatro das seis confederações. As únicas exceções são a África e a Oceania, informou uma fonte à AFP. O francês eva uma grande vantagem em relação aos outros candidatos já declarados.

Zico candidato

O ex-craque brasileiro Zico foi um dos primeiros a anunciar sua candidatura à presidência da Fifa, mas ele não participa de nenhuma instância internacional. Outro candidato declarado, o presidente da Federação Liberiana de Futebol, Musa Bility, é desconhecido fora da África. A intenção de Maradona não é levada a sério.

O príncipe jordaniano Ali Bin Hussein, adversário derrotado por Blatter no congresso de junho, poderia entrar de novo na disputa. Mas especialistas acreditam que ele deve apoiar Platini. A data limite para o anúncio das candidaturas é 26 de outubro, isto é, quatro meses antes do congresso que vai eleger o novo dirigente do futebol mundial.
 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.