Acessar o conteúdo principal
Tênis

Marcelo Melo cai na semi e não mantém título de campeão do Masters de Paris

O tenista canadense Vasek Pospisil (esquerda) e o brasileiro Marcelo Melo em quadra no Masters de Paris-Bercy neste sábado (5).
O tenista canadense Vasek Pospisil (esquerda) e o brasileiro Marcelo Melo em quadra no Masters de Paris-Bercy neste sábado (5). Instagram/marcelomelo83

Único brasileiro que restou na reta final do Masters de Paris-Bercy, depois da queda de Bruno Soares ainda na estreia, o mineiro Marcelo Melo disse adeus ao torneio ao ser derrotado neste sábado (5) na fase semifinal. Melo e o parceiro canadense Vasek Pospisil foram superados pela dupla formada pelo finlandês Henri Kontinen e o austríaco John Peers, que venceram por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/4.

Publicidade

Com o resultado, Marcelo Melo não repete o sucesso do ano passado quando levantou o título de campeão com o croata Ivan Dodig. Na ocasião, venceu na final uma dupla que tinha Vasek Pospisil como adversário.

Desta vez, atuando com o canadense do mesmo lado da quadra, Marcelo Melo conseguiu vencer dois jogos, mas parou na dupla austro-finlandesa que mostrou dedicação e mais acertos na quadra central do torneio.

"Eles jogaram muito bem hoje, aproveitaram as poucas chances que tiveram. Perdi dois saques em dois 'no-ads'. Neste alto nível é isso que define um jogo" , lamentou Melo, em referência ao jogo decisivo decidido quando há empate com 40 iguais.

Ex-número 1, Melo vê temporada "excelente"

Em 2015, Marcelo chegou a Paris como número 1 do mundo no ranking de duplas da ATP. Este ano, não conseguiu se manter no topo do ranking, nem entreou na condição de favorito, mas não se abala: "Ano passado terminei como número 1. Este ano estou terminando como top 10, provavelmente, então é um excelente ano. Pelo quinto ano seguido termino no top 10, então foi uma grande temporada", avaliou o atual sétimo melhor jogador de duplas, segundo a ATP.

Com a eliminação do torneio de Paris-Bercy, o mineiro já foca no Masters de Londres, o último da temporada. No torneio que reúne as melhores duplas do circuito, Melo volta a competir com o croata Dodig.

O jogo deve encerrar uma parceria de muito sucesso e é também a última chance da dupla de erguer um dos troféus que escaparam das mãos por pouco. "Nós vamos jogar nosso último torneio, e a gente espera poder desempenhar o que a gente sabe nesse último e derradeiro. Espero sair lá com o título para coroar tudo o que a gente fez durante cinco anos" , disse, esperançoso.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.