Acessar o conteúdo principal
Futebol

Clube sérvio condena insultos racistas contra jogador brasileiro

Everton Luiz chora e é consolado pelo goleiro
Everton Luiz chora e é consolado pelo goleiro AFP

O clube de futebol sérvio Partizan Belgrado condenou energicamente os atos racistas contra o o jogador brasileiro Everton Luiz, estrela do time, em uma partida contra o Rad, no domingo (19), pelo campeonato do país. Ele saiu chorando do campo no final do confronto, vencido pelo Partizan por 1 a 0

Publicidade

Durante a partida na capital, Belgrado, o centrocampista foi recebido pelos torcedores do time adversário com sons imitando macacos. O jogo foi interrompido quando algumas pessoas do público mostraram uma faixa com insultos a Everton Luiz.

"O Partizan se sente obrigado a pedir desculpas a todos que foram insultados e agredidos pelos cânticos racistas”, publicou o clube no seu site. “Apoiamos totalmente um dos melhores jogadores do clube, que conquistou o coração dos torcedores na Séervia.”

No final da partida, a TV exibiu o brasileiro mostrando o dedo médio aos torcedores do Rad. A polícia interveio para evitar que a situação se agravasse.

"Não pude conter as lágrimas porque tive que aguentar os insultos racistas durante 90 minutos", disse Everton Luiz. “Inclusive me chocou a atitude dos jogadores adversários, que não se preocuparam em acalmar a situação.”
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.