Acessar o conteúdo principal

Rafael Nadal bate Wawrinka e ergue seu 10° título de Roland Garros

Rafael Nadal agradece ao público abraçado à taça de vencedor de Roland Garros em 11 de junho de 2017
Rafael Nadal agradece ao público abraçado à taça de vencedor de Roland Garros em 11 de junho de 2017 Pierre René-Worms

Com uma impressionante campanha, sem perder nenhum set durante todo o torneio, o espanhol Rafael Nadal ergueu seu 10° troféu de campeão de Roland Garros ao bater neste domingo (11) o suíço Stanislas Wawrinka por 3 sets a 0 (parciais 6/2,6/3, 6/1) em 2h05.

Publicidade

O título amplia o número inédito de conquistas de Nadal no Grand Slam francês.

Nas arquibancadas, faixas com os dizeres “Bravo Rafa”, ao lado de uma imagem do troféu Os Mosqueteiros foram erguidas para celebrar o feito impressionante do “Rei do Saibro”.

Para marcar a conquista da “Décima” de Rafa Nadal, considerado um título excepcional, imagens de todas as conquistas de Rafael Nadal foram projetadas nos telões da quadra Philippe Chatrier com todas as comemorações do tenista após os pontos finais.

Na sequência, seu tio, Tony Nadal, entrou na quadra para entregar o troféu ao campeão. Foi a homenagem do torneio ao mentor de Nadal desde os 16 anos de idade. Esta foi a última edição na qual participou como treinador do espanhol.

Muito emocionado, Rafael Nadal, de 31 anos, agradeceu primeiro em francês o reconhecimento do público e depois no seu discurso, já com a taça nas mãos, disse: “É difícil descrever o que sinto. Todos vocês estão no meu coração”. Além dos familiares, Nadal contou com o apoio da família real espanhola que compareceu ao torneio.

Nadal, arrasador

Rafael Nadal na sua tradicional caída de costas ao vencer a final de um torneio, em 11 de junho de 2017
Rafael Nadal na sua tradicional caída de costas ao vencer a final de um torneio, em 11 de junho de 2017 Pierre René-Worms

A final de 2017 era muito aguardada porque frente a frente duelavam dois tenistas que nunca haviam perdido uma final no saibro parisiense. Wawrinka venceu a única final de disputa em 2015, quando bateu Novak Djokovic, enquanto Rafael Nadal tinha disputado e vencido nove vezes.

O jogo começou equilibrado, mas logo Nadal se impôs e fechou o primeiro set por 6/2. No segundo set, seguiu o mesmo ritmo no segundo, e fechou em 6/3. Sem conseguir reagir, o suíço chegou a quebrar uma raquete quando perdeu um ponto importante. Wawrinka também chegou a erguer os braços pedindo o apoio da torcida, que o incentivava em momentos importantes.

No entanto, nada parecia abalar o espanhol. Nadal seguia quebrando saques do adversário e no terceiro set arrasou o suíço com 6/1 para repetir um gesto que se tornou corriqueiro no saibro parisiense: atirou-se de costas no chão, celebrando a vitória.

O novo troféu de Roland Garros marcou o 15° título de Grand Slam de Rafael Nadal.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.