Acessar o conteúdo principal

França goleia em abertura da Copa Feminina de futebol com gol mais rápido em estreia

Francesas comemoram um dos gols da zagueira Wendie Reanard no jogo de estreia contra a Coreia do Sul.
Francesas comemoram um dos gols da zagueira Wendie Reanard no jogo de estreia contra a Coreia do Sul. FRANCOIS XAVIER MARIT / AFP

A seleção francesa nem precisou se esforçar muito para derrotar a Coreia do Sul na estreia da Copa do Mundo. O jogo disputado nesta sexta-feira (7) no estádio Parque dos Príncipes, em Paris, terminou com uma vitória fácil de 4 a 0, com destaque para a zagueira Wendie Renard, autora de dois gols.

Publicidade

Desde o início do jogo, a superioridade técnica das anfitriãs era evidente e as oportunidades foram surgindo rápido. Aos 9 minutos, em jogada pela direita, a atacante Eugénie Le Sommer, um das estrelas da seleção francesa, abriu o placar. Foi o gol mais rápido já registrado em um jogo de abertura de um Mundial Feminino da Fifa.  

Acuadas, as sul-coreanas não conseguiam fugir da boa marcação e em nenhum momento criaram jogadas ofensivas com perigo. O domínio francês era total, principalmente pelo lado direito. Nas bolas lançadas para a área, a França conseguiu encontrar espaços. Aos 27 minutos, a zagueira Wendie Renard cabeçou para dentro da área e sua companheira de zaga Mbock Bathy completou, mas o VAR, usado pela primeira na competição, foi acionado e anulou o gol por impedimento.

A França voltou a marcar aos 35 minutos, desta vez com a grandalhona Wendie Renard, em cobrança de escanteio. Ela subiu mais que a adversária e cabeceou para o fundo das redes. No último minuto da prorrogação ainda da primeira etapa, Wendie, de 1m87, a voltou a marcar, desta vez, subindo sozinha, livre de marcação. A zagueira foi escolhida a melhor jogadora da partida.

Apoio de mais de 45 mil torcedores

No segundo tempo, a Coreia do Sul mal esboçou uma reação e em sua única oportunidade, a atacante Mina Lee aproveitou uma rara falha defensiva de Renard, mas, de frente para a goleira Bouhaddi, chutou para fora.

Com o jogo amplamente dominado, a treinadora Corinne Diacre ficou à vontade para fazer alterações, mas sem alterar o ritmo de jogo. Em nova investida coletiva para o ataque, a capitã, Amandine Henry, acertou um belo chute da entrada da área, aos 30 minutos, aumentando a goleada e fazendo vibrar mais uma vez as arquibancadas.

O jogo de abertura reforçou o entusiasmo que este Mundial despertou no país. Mais de 45 mil pessoas lotaram o estádio Parque dos Príncipes. As jogadoras francesas poderão também sentir o mesmo carinho nos próximos jogos, em Nice e Rennes, que estão com lotação esgotada.

Com o resultado, a França lidera o grupo A com três pontos. Outras duas equipes da chave, Noruega e Nigéria, se enfrentam neste sábado, em Reims.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.