Acessar o conteúdo principal
Futebol

Neymar é trunfo do PSG contra Dortmund para acabar com maldição na Liga dos Campeões

O PSG de Neymar espera vencer nesta terça-feira (18) o Bororussia Dortmund
O PSG de Neymar espera vencer nesta terça-feira (18) o Bororussia Dortmund FRANCK FIFE / AFP

O PSG de Neymar espera vencer nesta terça-feira (18) o Bororussia Dortmund e acabar com a maldição das oitavas de final na Liga dos Campeões. As duas equipes se enfrentam na partida de ida da rodada, na Alemanha. Em entrevista à rádio France Info, o ex-goleiro do Paris Saint-Germain Jérôme Alonzo disse que o camisa 10 está em sua melhor forma técnica e lidera o time francês.

Publicidade

"Neymar leva o PSG para a frente há várias semanas, apesar de todas as contusões que sofreu. Diante da história complicada que ele tem com o clube, é surpreendente. Mas Neymar está entre os três melhores jogadores do mundo e, na minha opinião, ele é o líder técnico do PSG , mais do que Mbappé", disse Alonzo.

Há três temporadas, o PSG acumula eliminações consecutivas nas oitavas. O símbolo dessa maldição é Neymar, contratado pela soma recorde de € 222 milhões no verão de 2017 para ajudar o PSG a conquistar o tão sonhado título da Champions. Mas o atacante brasileiro, contundido, só conseguiu jogar uma das últimas quatro partidas das oitavas desde que vestiu a camisa parisiense. Para esta noite – o jogo começa às 21h, 17h em Brasília –, Neymar está escalado e seu talento em campo é o trunfo do clube parisiense.

O jogo é destaque de primeira página de quase todos os jornais franceses. Além de "quebrar a maldição", outra expressão usada é "superar a muralha", usada como manchete pelo jornal L'Equipe. A "muralha" é uma referência à torcida gigantesca do Dortmund, a maior da Europa, toda vestida de amarelo, que estará esperando os franceses na arena do Signal Iduna Park. Será emoção garantida, dentro e fora de campo. As esperanças repousam principalmente em Neymar.

Destaque na imprensa para o duelo entre o PSG de Neymar e Dortmund nas oitavas de final da liga dos campeões.
Destaque na imprensa para o duelo entre o PSG de Neymar e Dortmund nas oitavas de final da liga dos campeões. Fotomontagem RFI

"Chegou a hora do brasileiro mostrar seu valor", diz L'Equipe

Nas últimas semanas, o PSG fez tudo para poupar o atacante brasileiro de uma nova contusão, deixando Neymar de fora das partidas do Campeonato Francês. O técnico do PSG, o alemão Thomas Tuchel, destaca no jornal Le Parisien que Neymar leva um bom humor contagiante à equipe nos treinamentos, apesar da lesão na costela ocorrida na partida contra o Montpellier, no início do mês. Agora, ele está em forma e treinou ontem com o time no gramado do Iduna Park.

"Chegou a hora do brasileiro mostrar seu valor", diz o prestigiado L'Equipe. Tuchel afirma que o atacante tem a confiança, a qualidade e a capacidade de ser decisivo, e isso muda o espírito de toda a equipe, principalmente de Kylian Mbappé, o outro craque do ataque francês. Em seu editorial, o jornal esportivo diz que o duelo contra o Dortmund é a grande oportunidade de o clube avançar na competição. "Não podemos ter essa dupla fantástica no ataque há três anos sem acabar com essa maldição", afirma a reportagem.

Le Figaro acredita que a equipe do PSG é superior e deve levar vantagem nesse primeiro jogo contra o Dortmund. O jornal destaca que a partida também será marcada pelo duelo entre a dupla do PSG e o jovem atacante do Dortmund Erling Braut Haaland, o artilheiro do clube alemão.

Também confiante, a revista France Football pensa que chegou a hora dos franceses superarem a maldição e dá dez motivos para acreditar no sonho europeu do PSG. O primeiro deles é o diretor esportivo Leonardo, que voltou ao clube para colocar ordem e autoridade na casa.

Fantasmas do passado

"A equipe ainda precisa superar as más lembranças, e os jogadores estão parasitados pelo peso da responsabilidade", relativiza o jornal Libération, lembrando o último resultado do PSG, no sábado (15), quando o time empatou em 4 a 4 contra o pequeno clube de Amiens, 19° colocado no Campeonato Francês. Neymar e Mbappé não disputaram a partida.

Os fantasmas parisienses são conhecidos: três eliminatórias sucessivas nas oitavas de final da Champions, sendo duas delas verdadeiros traumatismos: "a remontada" do Barcelona e a derrota também de virada para o Manchester United no ano passado, enumera o Libé.

A imprensa francesa recorda que Tuchel já treinou o Dortmund, de 2015 a 2017, e não deixou sua marca nos torcedores do clube. O técnico alemão do PSG aposta seu futuro em Paris. L'Equipe informa que o técnico faz mistério sobre o time que vai entrar em campo nesta noite, mas as grandes linhas estão definidas, com Neymar, Mbappé e Di Maria no ataque, Verrati no meio de campo e Thiago Silva e Marquinhos na defesa.

O PSG fez da principal competição continental seu objetivo máximo desde a sua aquisição pelo fundo QSI, do Catar, em 2011.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.