Acessar o conteúdo principal
Europa/ovos contaminados

União Europeia alerta para presença de ovos contaminados na Grã-Bretanha

Polícia alemã apreende ovos contaminados
Polícia alemã apreende ovos contaminados

A Grã-Bretanha comprou da Alemanha derivados de ovos potencialmente contaminados com dioxina, informou nesta quinta-feira a Comissão Europeia. As autoridades britânicas foram alertadas, e devem iniciar uma investigação para detectar a presença da substância cancerígena em forma industrializada.

Publicidade

O episódio começou a ganhar destaque nesta semana, com a suspeita de que uma empresa da região de Schlezwig-Holstein, no noroeste da Alemanha, teria fornecido até três mil toneladas de ração contaminada para 25 compradores. Mais de 4700 fazendas foram fechadas.

Mais de mil granjas da área, suspeitas de terem usado a ração, foram interditadas até segunda ordem. Testes mostraram que os ovos alemães tinham 5 vezes a mais de dioxina do que o nível permitido pelas autoridades sanitárias. A Holanda comprou 136 mil ovos dessa região, que foram misturados com ovos holandeses para a produção de três grandes encomendas para a Grã Bretanha. Uma dessas levas ainda está na Holanda e será analisada.

A Comissão Europeia declarou não saber por enquanto qual seria o destino dessas substâncias, que podem ser usadas para fins diversos, como maionese, preparados para bolos ou até mesmo xampus. Mas a comissão acrescentou que, em caso positivo, a presença de dioxina nesses produtos seria fraca. Segundo o porta-voz de Saúde da Comissão Europeia, Frederic Vincent, “seria necessário que alguém consumisse muitos ovos para que a dioxina representasse uma ameaça. "
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.