Acessar o conteúdo principal
Bactéria/ união europeia

Espanha quer processar Alemanha por suspeita de disseminar bactéria

Produtos são descartados no sudeste da Espanha, acusada equivocadamente de ter iniciado o surto da bactéria E.coli.
Produtos são descartados no sudeste da Espanha, acusada equivocadamente de ter iniciado o surto da bactéria E.coli. Reuters

Aumenta a pressão da Espanha para processar Alemanha por prejuízos na agricultura. No início da epidemia, o governo alemão atribuiu a origem do surto infeccioso da bactéria E.coli aos pepinos cultivados na região da Andaluzia, no sul da Espanha. A acusação foi desmentida mais tarde.

Publicidade

Mas a retratação veio tarde demais e não evitou que o país entrasse em uma das piores crises comerciais agrícolas, afetando até as exportações de frutas e vegetais. Segundo a Federação Espanhola de Produtores, os prejuízos da “crise do pepino” chegam a 225 milhões de euros por semana, e os preços dos produtos caíram 35% no mercado.

Nesta terça-feira, os ministros da Agricultura da União Europeia estão reunidos em Bruxelas (Bélgica), em caráter extraordinário, para discutir o impacto deste surto na agricultura do bloco. Ainda hoje, deve sair um acordo sobre as indenizações ao setor hortifrutigranjeiro europeu.

Segundo a Comissão Europeia, estas indenizações poderão cobrir até 5% das perdas da produção anual dos agricultores, ligados a cooperativas. Os ministros querem expandir esta cobertura e estudar meios para também indenizar os agricultores independentes.

Hoje, o comissário encarregado da Saúde e das Políticas de Consumidor da Comissão Européia, John Dalli estimou que a crise sanitária provocada pela bactéria E.Coli é um problema localizado e não justifica uma proibição de produtos europeus. A epidemia já matou 22 pessoas, 21 delas na Alemanha. “Nós pensamos que toda proibição de qualquer produto seria desproporcional”, afirmou.

Ontem, os ministros da Saúde do bloco discutiram ajustes do sistema europeu de alertas sanitários. Durante o encontro, a ministra espanhola da Saúde, Leire Pajín, criticou duramente a Alemanha.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.