Acessar o conteúdo principal
Holanda/Roubo

Sete quadros de grandes mestres, como Picasso, são roubados na Holanda

Na manhã desta terça-feira (16) sete obras de arte foram roubadas do museu Kunsthal em Roterdã.
Na manhã desta terça-feira (16) sete obras de arte foram roubadas do museu Kunsthal em Roterdã. REUTERS/Robin van Lonkhuijsen

As obras de arte, de um grande valor, foram roubadas na última noite do museu Kunsthal de Roterdã, anunciou a polícia holandesa. Entre os sete quadros estão obras de Picasso, Matisse, Monet e Gauguin.

Publicidade

O roubo foi descoberto na manhã desta quarta-feira. Os quadros teriam sido roubados por volta das 3 horas da manhã, 22 horas em Brasília. A polícia foi alertada por um dos alarmes, mas quando chegou ao museu os ladrões já tinham fugido, levando sete quadros.

Um inquérito foi aberto e os peritos estão no museu Kunsthal recolhendo provas para identificar os ladrões. Gravações de vídeo estão sendo analisadas e testemunhas estão sendo ouvidas. Segundo a porta-voz da polícia holandesa, Patrícia Wessels, a investigação também tenta descobrir como e quando os ladrões entraram no prédio.

Os sete quadros roubados são: “Tetê d’Arlequin”, de Pablo Picasso; “La Liseuse em Blanc et Jaune”, de Henri Matisse; “Waterllo Bridge” e “Charing Cross Bridge”, de Claude Monet; “Femme devant une fenêtre ouverte, dite la fiancée” de Paul Gauguin; “Autoportrait”, de Meyer de Haan” e “Woman with Eyes Closed”, de Lucian Freud. O valor exato das obras de arte não foi revelado, mas este já é considerado um dos piores furtos dos últimos tempos na Holanda.

O museu Kunsthal de Roterdã está expondo uma mostra de obras de Picasso, Vincent Van Gogh, Marcel Ducham e Piet Mondrian, entre outros, que pertencem a Fundação Triton da Holanda. Por causa do roubo, o museu ficará fechado ao público nesta terça-feira, informa o diretor Willem van Hassel.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.