Acessar o conteúdo principal
Itália/Berlusconi

Justiça italiana pede um ano de prisão para Berlusconi no caso Unipol

O ex-primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi
O ex-primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi REUTERS/Eric Vidal

O tribunal de Milão, na Itália, pediu nesta quinta-feira uma pena de prisão de um ano pelo envolvimento do ex-premiê italiano, Sílvio Berlusconi, na transmissão de informações confidenciais sobre uma enquete relativa ao escândalo financeiro de 2005 ao jornal Il Giornale, propriedade de seu irmão Paolo.

Publicidade

A Justiça investiga uma tentativa de controle do banco BNL, hoje propriedade do banco francês BNP Paribas, pela seguradora Unipol. O jornal publicou a transcrição de uma escuta telefônica entre o líder italiano da esquerda na época e o presidente da Unipol.

Berlusconi também está envolvido em outro escândalo onde é acusado de ter mantido relações sexuais com uma menor de 18 anos na época, a dançarina Karima El Mahroug, conhecida como Ruby. Ao faltar a última audiência do caso, ela provocou o adiamento da sentença, favorecendo o político italiano que deve concorrer ao seu quinto mandado como premiê na segunda quinzena de fevereiro do próximo ano.

Berlusconi anunciou neste domingo seu noivado com a administradora de Nápoles, Francesca Pascale, quase 50 anos mais jovem que o político de 76 anos.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.