Acessar o conteúdo principal
Rússia/ homossexuais

Putin realivará acordos de adoção com países que aceitam casamento gay

Adoção de casamento homossexual na França foi alvo de muita polêmica e protestos.
Adoção de casamento homossexual na França foi alvo de muita polêmica e protestos. Reuters / Bruno Domingos

O presidente russo, Vladimir Putin, disse hoje que a Rússia estuda revisar os acordos de adoção de crianças que mantém com países que legalizaram o casamento entre homossexuais. O anúncio acontece três dias depois de o Parlamento da França aprovar o casamento e a adoção por casais do mesmo sexo.

Publicidade

“A questão está em alta. Eu acho que nós temos o direito de introduzir mudanças”, afirmou Putin, durante um encontro com deputados russos nesta sexta-feira. “Nós precisamos reagir ao que acontece em torno de nós. Nós respeitamos os nossos parceiros, mas pedimos que respeitem as nossas tradições culturais, as nossas normas éticas, legislativas e morais”, explicou.

O comentário foi uma resposta a uma pergunta da deputada Marina Orgueeva, da região de Kaliningrado, cercada de países pertencentes à União Europeia. A parlamentar evocou o caso francês e sugeriu mudanças nos acordos franco-russos de adoção infantil. Ela mostrou-se preocupada com a possibilidade de crianças russas pararem em um lar de casais homossexuais na França.

Valentina Matvienko, presidente do Conselho da Federação, o Senado russo, declarou que as mudanças no acordo já estão sendo preparadas. Em diversas ocasiões, as autoridades russas afirmaram que o reconhecimento do casamento entre homossexuais reduziria as chances dos países envolvidos em adotar crianças russas.

Na terça-feira, o Parlamento francês se tornou o 14º país do mundo a legalizar a união homoafetiva.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.