Acessar o conteúdo principal
Linha Direta

Operação para erguer o navio Costa Concordia começa com atraso

Áudio 04:16
O Costa Concordia passou mais de um ano e meio tombado sobre o casco direito.
O Costa Concordia passou mais de um ano e meio tombado sobre o casco direito. REUTERS/Tony Gentile

A operação para erguer o navio Costa Concordia, que se acidentou há um ano e meio na ilha de Giglio, na Itália, começou na manhã de hoje com cerca de três horas de atraso. O resgate é considerado a maior operação de engenharia naval da história e deve levar vários meses. O acidente, ocorrido no dia 13 de janeiro de 2012, deixou 32 mortos entre os 4 mil passageiros que estavam a bordo.

Publicidade

Por causa de um forte temporal esta madrugada na ilha de Giglio, a primeira etapa da operação começou com três horas de atraso e deve durar cerca de 12 horas. O objetivo é colocar o navio na posição vertical, endireitando a embarcação. Somente dentro de várias semanas, provavelmente meses, o navio será rebocado para longe da ilha. Desde o naufrágio, o Costa Concordia ficou completamente tombado sobre seu casco direito.

As dimensões do navio dão aos trabalhos ares de operação titanesca. O Costa Concordia pesa 114.500 toneladas, mede 290 metros de comprimento, o tamanho de três campos de futebol, e tem 57 metros de altura, o equivalente a um prédio de 11 andares.

Trata-se de uma sofisticada e inédita operação que envolve mais de 500 pessoas entre técnicos e engenheiros internacionais. O processo conta com o auxílio de cabos de aço presos à fuselagem e um sistema de pesos e flutuação. A primeira etapa é desencalhar o navio. A segunda é a rotação, endireitando a embarcação em vertical, e a terceira, fazer com que o navio se equilibre sobre uma enorme plataforma submarina para que, mais tarde, possa ser içado e rebocado.

O primeiro passo, que começou hoje, é ancorar e estabilizar o lado direito do Costa Concordia, com cabos e suportes para evitar que ele escorregue durante o processo de remoção.

Ouça mais informações sobre o Costa Concordia com nossa correspondente em Roma, Gina Marques.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.