Acessar o conteúdo principal

“Crimeia é ucraniana”, declara Porochenko ao tomar posse

O novo presidente ucraniano, Petro Porochenko, toma posse em Kiev.
O novo presidente ucraniano, Petro Porochenko, toma posse em Kiev. REUTERS/Valentyn Ogirenko

O novo presidente da Ucrânia, Petro Porochenko, prometeu neste sábado (7), ao tomar posse, que vai lutar pela unidade do país, ameaçado por uma rebelião separatista no leste. Ele foi eleito no último dia 25 de maio, com 54,7% dos votos. O milionário de 48 anos prestou juramento diante do Parlamento.

Publicidade

Em discurso dirigido aos habitantes da região industrial de Donetsk, no leste, controlada em grande parte pelos rebeldes pró-Rússia, o presidente se comprometeu pela completa descentralização do poder e pelo direito de falar a língua russa.

Entre os desafios de Porochenko estão a concretização das aspirações europeias e a saída da grave recessão em que se encontra há dois anos. Mas a tarefa mais urgente é a de reunificar um país em quase estado de guerra civil.

O líder ucraniano recusou qualquer compromisso com a Rússia sobre a orientação europeia da Ucrânia. Ele insistiu também que a Crimeia pertence à Ucrânia.

Na sexta-feira, na França, durante as comemorações dos 70 anos do Dia D, o presidente francês, François Hollande, conseguiu reunir Putin e Porochenko para uma conversa no Castelo de Bénouville, onde almoçaram os 19 chefes de Estado e de Governo que participam das cerimônias do Dia do Desembarque.

Segundo um assessor da presidência francesa, Putin e Porochenko tiveram uma conversa "séria" sobre medidas para diminuir a tensão no leste da Ucrânia.

Porochenko é o quinto presidente da Ucrânia independente e substitui Viktor Ianukovitch, destituído no final de fevereiro após um banho de sangue na praça Maidan, em Kiev. O ex-presidente fugiu para a Rússia.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.