Acessar o conteúdo principal
Tecnologia

Europa lança satélites para concorrer com sistema GPS

Os dois novos satélites do sistema de navegação por satélite europeu Galileo entraram em órbita em 22 de agosto de 2014.
Os dois novos satélites do sistema de navegação por satélite europeu Galileo entraram em órbita em 22 de agosto de 2014. ESA/divulgação

A agência espacial europeia lançou, nesta sexta-feira (22) dois novos satélites Galileo. Com a operação, o sistema de navegação por satélite da União Europeia deve começar a funcionar até o final deste ano.

Publicidade

Às 9h27, no horário de Brasília, os dois novos satélites do sistema de navegação por satélite europeu Galileo foram lançados com o auxílio do foguete russo Soyuz. Inicialmente previsto para ontem, o lançamento foi adiado por causa de condições atmosféricas desfavoráveis na zona da base espacial europeia em Kuru, na Guiana Francesa.

Se tudo se passar como o planejado, os satélites lançados hoje vão se juntar aos quatro satélites Galileo que já se encontram em órbita. Os primeiros foram lançados em 2011 e 2012. No final deste ano, o sistema Galileo vai começar a funcionar, mas será plenamente operacional apenas em 2018.

Segundo a Comissão Europeia, os sinais do Galileo "permitirão aos utilizadores conhecer a sua posição no tempo e no espaço com mais precisão e fiabilidade do que os atuais sistemas" de navegação por satélite. Ou seja, será um concorrente direto do GPS, uma tecnologia militar norte-americana. Para os europeus, dispor de uma alternativa independente é visto como uma medida estratégica.

Até 2020, a Comissão Europeia pretende ter 30 satélites ativos em órbita. O custo do programa é de € 5 bilhões, o equivalente a R$ 15 bilhões.

 

 

 

 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.