Acessar o conteúdo principal
Europa

Balsa grega que pegou fogo transportava imigrantes ilegais

Sobreviventes do incêndio da balsa grega Norman Atlantic
Sobreviventes do incêndio da balsa grega Norman Atlantic REUTERS/Ciro De Luca

As autoridades italianas dizem que o número de mortos no incêndio da balsa grega Norman Atlantic, no Mar Adriático, entre as costas da Itália e da Albânia, tende a crescer, já que na embarcação havia um número desconhecido de clandestinos a bordo. Até agora foram confirmadas 11 mortes entre os passageiros.

Publicidade

Além deles, dois marinheiros albaneses faleceram ao ser atingidos por um cabo que tentavam conectar à balsa para rebocá-la. Um morreu na hora, e o outro chegou a ser colocado em um avião para ser levado a um hospital, mas morreu no caminho devido à gravidade dos ferimentos.

Enquanto a operação de resgate continua, há uma grande confusão em relação ao número de passageiros. Dezenas de pessoas cujos nomes estão na lista de 478 passageiros continuam desaparecidas. Não está claro se as pessoas se afogaram, se elas não embarcaram ou se elas desembarcaram em paradas anteriores. O procurador italiano Giuseppe Volpe, que está investigando o acidente, disse que havia clandestinos afegãos entre os sobreviventes resgatados.

A balsa fazia o trajeto entre a cidade de Patras, no oeste da Grécia, até o porto de Ancona, no nordeste da Itália. Quando se aproximou do canal de Otrante, perto da ilha grega de Othoni, a Norman Atlantic enviou um pedido de socorro. O incêndio teria começado no convés, onde os carros de passeio são transportados.

Albânia autoriza traslado

A albânia autorizou nesta quarta-feira (31) o traslado da balsa de águas albanesas a um porto italiano. "Após a solicitação da prefeitura de Bari (sudeste da Itália), a Justiça albanesa decidiu permitir o reboque da balsa", afirmou Albi Serani, porta-voz do Ministério Público albanês. As operações serão iniciadas quando as condições climáticas melhorarem.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.