Acessar o conteúdo principal

Marinha italiana resgata o segundo barco de imigrantes à deriva em quatro dias

Guarda-costeira italianana patrulhando o Mediterrâneo.
Guarda-costeira italianana patrulhando o Mediterrâneo. AFP PHOTO / ALBERTO PIZZOLI

As autoridades italianas conseguiram controlar, na manhã desta sexta-feira (2), um navio mercante que foi abandonado por sua equipe à deriva no Mar Mediterrâneo. A embarcação trazia 450 imigrantes e foi a segunda resgatada pela Itália nas mesmas condições em apenas quatro dias. O uso de barcos comerciais e que são abandonados com o motor ligado seria uma nova tática utilizada pelos atravessadores de imigrantes.

Publicidade

Com informações da correspondente da RFI em Roma, Anne Le Nir.

Seis homens da guarda-costeira e três médicos foram levados de helicóptero e assumiram o controle do cargueiro Ezadeen, que tem 73 metros de comprimento e que estava a 37 quilômetros da costa da Calábria. Os oficiais constataram que a embarcação havia parado graças à falta de combustível. Com bandeira de Serra Leoa, ele vinha do Chipre, com destino ao sul da França, trazendo homens, mulheres e crianças, a maioria de nacionalidade síria.

Um das pessoas a bordo conseguiu se comunicar por rádio com a Marinha Italiana, que acionou o barco de patrulha islandês Tyr. Os islandeses atuam vigiando as fronteiras da União Europeia. A patrulha se aproximou do navio à deriva, mas as condições meteorológicas tornaram impossível oferecer qualquer resgate.

160 mil imigrantes em 2014

A Força Aérea Italiana foi obrigada então a lançar operação para resgatar a tripulação. A Itália recebe todo dia 450 imigrantes por via marítima – no ano passado, o número total chegou a 160 mil – e o uso de embarcações mercantes de grande porte é uma novidade das últimas semanas, que preocupa as autoridades do país.

Na última terça-feira (30), a embarcação Blus Sky, que carregava 750 clandestinos, foi abandonada pelos atravessadores com o motor ligado na potência máxima. Não fosse a intervenção da Marinha Italiana, a embarcação carregando 750 pessoas poderia ter se chocado contra um rochedo, causando uma tragédia.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.