Acessar o conteúdo principal
Dinamarca/Terrorismo

Atentado contra evento sobre Islã deixa um morto em Copenhague

Policiais protegem os arredores do prédio que foi alvo do ataque neste sábado, em Copenhague.
Policiais protegem os arredores do prédio que foi alvo do ataque neste sábado, em Copenhague. AFP PHOTO / MATHIAS OEGENDAL / SCANPIX DENMARK

Um civil, ainda não identificado, foi morto em um tiroteio contra um prédio que sediava um debate sobre islamismo e liberdade de expressão, neste sábado (14), em Copenhague. Três policiais que protegiam o local ficaram feridos. O chargista sueco, autor de uma polêmica charge de Maomé, e o embaixador da França na Dinamarca participavam do evento. Paris denunciou “um ataque terrorista”.

Publicidade

O embaixador francês, François Zimeray, e o chargista sueco, Lars Vilks, saíram são e salvos do tiroteio. Eles participavam do debate, quando o prédio onde o evento acontecia em Copenhague foi alvo de dezenas de tiros. Os dois homens suspeitos do ataque conseguiram fugir em um carro e estão sendo procurados pela polícia. O carro, abandonado pelos suspeitos, já foi encontrado.

Lars Vilks é autor de uma polêmica charge mostrando o profeta Maomé como um cachorro. O desenho foi publicado em 2007. Desde então, o chargista é ameaçado por grupos radicais islâmicos e está sob proteção policial. O ataque acontece pouco mais de um mês após o atentado contra o jornal Charlie Hebdo, em Paris, e confirma o alto risco de ataques jihadistas na Europa.

França condena um atentado terrorista

A França foi o primeiro país a reagir ao ataque em Copenhague. O ministro das Relações Exteriores, Laurent Fabius, “condenou com firmeza o atentado que visou uma reunião pública que contava com a participação do embaixador francês na Dinamarca”.

O presidente François Hollande divulgou um comunicado manifestando a solidariedade da França à primeira-ministra dinamarquesa, Helle Thoring-Schmidt, que foi uma das líderes mundiais a participar da marcha republicana de 11 de janeiro, após os atentados de Paris. Hollande anunciou que o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, irá rapidamente a Copenhague.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.